MP investiga indícios de pagamentos ilegais à esposa de vereador em Faro
Indícios de pagamentos ilegais em Faro. MP investiga. Foto: Reprodução/Meramente ilustrativa

O MP (Ministério Público) do Pará em Faro, oeste do estado, abriu investigação preliminar (notícia de fato, no jargão do órgão ministerial), para apurar suposto pagamento ilegal feito pela prefeitura, na gestão da ex-prefeita Jady Viana (2017-2020), a uma comerciante na cidade.

Foram repassados nos anos de 2019 e 2020, segundo a denúncia, mais de 21 mil reais em serviços como frete de caminhão, limpeza e pintura de prédios públicos, além de “serviços administrativos na Secretaria de Saúde”, à proprietária do Comercial Jonnes Vitor.

— LEIA AINDA: Remarcada audiência do caso em que prefeito é acusado de fraudar eleição em Oriximiná.

 

Ocorre que, ainda de acordo com a denúncia, não há documentos na prefeitura que comprovem a efetiva prestação dos serviços, assim como “é sabido por toda comunidade farense que a pessoa beneficiada não possui caminhão”, relata o governo atual de Faro, que tem à frente o prefeito Paulo Carvalho (PSD).

Também estão sendo investigados nesse caso, além da Jady Viana (MDB), os ex-secretários municipais de Saúde Alessandra Vieira de Abreu (2019) e Vítor Almeida Guerreiro (2020).

Os pagamentos feitos a Tatiane Gimaque Campos, esposa do vereador reeleito Jones Guerreiro (MDB), foram:

As investigações estão sob o comando do promotor de Justiça Osvaldino Lima de Sousa. O BJ (Blog do Jeso) não conseguiu localizar a comerciante e os demais investigados. Essa matéria será atualizada assim que o contraponto deles chegar à redação.

— CONFIRA: Ex-secretários de Saúde viram réus por uso irregular de verba da covid-19 em Faro


Assine e participe, comente no canal do Blog do Jeso no Telegram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *