Conselho de Ética de Monte Alegre age com fins políticos escusos, afirma leitor
Praça da matriz de Monte Alegre. Foto: arquivo

Contraponto do leitor do blog que se assina Pedro Édipo Xavier a propósito do post Conselho Pela Ética de Monte Alegre critica a Câmara de Vereadores em nota ao blog:

“O que vem deste Conselho [de Ética] é mentira. Eu, como cidadão, repudio as atitudes dessa entidade que só aparece de 4 em 4 anos na cidade, com interesses políticos.

Esse conselho armou um teatro com esse cadeirante, para ir até a Câmara de Vereadores de Monte Alegre, sabendo que a Casa está em obra e que a rampa de acesso será construída. Mas de forma ardilosa e com fins políticos escusos armou esse teatro só para polemizar e denegrir a presidente da Câmara.

 

O Conselho de Ética vem sendo encabeçado por esse senhor Rizonilson Barros, que não é imparcial e que tenta coibir e intimidar pessoas que vão contra seu ponto de vista. E isso já aconteceu comigo.

Se o cadeirante queria ir à Câmara para resolver seus problemas por que é que um conselheiro da entidade é quem empurra a cadeira do cidadão? Por que não se dirigiu ao local com um parente?

Pilatos é o nome do cadeirante. Não é a primeira vez que ele se coloca em polêmicas no município, por influência de outros.

O Conselho de Ética não tem moral e nem me representa e nem representa a sociedade monte-alegrense.

— LEIA também: Câmara inicia ofensiva contra advogado por calúnia, difamação e fake news, em Monte Alegre

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *