TRE anula sentença que cassou prefeito e vice de Monte Alegre

Publicado em por em Monte Alegre, Política

TRE anula sentença de cassação do prefeito de Monte Alegre após paralisação de 120 dias
Diogo Seixas Condurú profere seu voto contra a cassação no julgamento hoje no TRE. Foto: Reprodução/Vídeo

O TRE-PA (Tribunal Regional Eleitoral do Pará), por maioria, acatou o recurso de apelação contra a sentença de 1º grau que cassou o mandato do prefeito (Matheus Almeida) e vice-prefeito (Cabo Leonardo) de Monte Alegre, no Baixo Amazonas, por crimes de abuso de poder econômico e político nas eleições de 2020.

O julgamento do caso foi retomado hoje (10), por volta das 15h30, com o voto do jurista Diogo Seixas Condurú. O voto dele foi contra a sentença de 1º grau, proferida pelo juiz Thiago Tapajós Gonçalves, de Monte Alegre, em novembro do ano passado.

Foi Condurú que fez pedido de vista há 142 dias, interrompendo o julgamento do recurso quando o placar marcava 1 a 1 – com votos da relatora do caso, a juíza federal Carina Cátia Sena, pela manutenção da sentença, e do desembargador Leonam Gondim Jr., contra.

Ao final da sessão de hoje, transmitida ao vivo pelo canal do TRE-PA no YouTube, por maioria de 5 votos a 2, o recurso de apelação foi acatado e a sentença de 1º grau anulada.

O caso deve subir para novo julgamento no TSE (Tribunal Superior Eleitoral). Não há data definida.

A dobradinha Matheus Almeida (MDB) e Cabo Leonardo (PL) foi eleita com pouco mais de 100 votos de diferença para o segundo colocado, Anselmo Picanço (PSDB).

  • JC também está no Telegram. Siga-nos e leia notícias, veja vídeos e muito mais.


Publicado por:

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *