Ministro atende pedido do Maranhão contra governo federal e ordena entrega de respiradores
Respiradores comprados pelo Maranhão

O ministro Celso de Mello, do Supremo Tribunal Federal, determinou que uma empresa de Santa Catarina entregue ao Maranhão 68 respiradores no prazo de 48 horas, informa a Folha de S. Paulo nesta quarta-feira (22).

A liminar, segundo o jornal paulista, foi dada em uma ação da gestão Flávio Dino (PC do B) contra o governo federal, que tinha bloqueado a transação no mês passado.

 

A compra dos equipamentos foi realizada em 19 de março. Cinco dias depois, em 24 de março, o Ministério da Saúde enviou um ofício para a empresa requisitando os respiradores produzidos para poder distribuir segundo seus critérios.

O bloqueio deu origem a operação Etiópia-Maranhão, revelada pelo Painel [da Folha de S. Paulo], que agora virou alvo da Receita Federal.

LEIA também: Coronavírus mata ex-deputado federal do Pará Gérson Peres, aos 88 anos

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *