Pássaros amazônico: tem-tem

Tela de Edilson Pereira (*)
Retrato do Pássaro tem tem. Criação: Edilson Pereira

Tem-tem coroado

* Desde ontem (6) os leitores do blog desfrutam da exposição virtual Pássaros amazônicos, engenho & arte do artista santareno Edilson Pereira. Sua especialidade: retratar em telas animais, principalmente pássaros que vivem na Amazônia.

As telas, à base de tinta acrílica, fazem a festa de pesquisadores da área de biologia, ornitólogos e turistas que visitam Santarém. A exposição se prolongará até o dia 21. Até lá, uma vez ao dia, será levado ao ar uma de suas criações.

Veja também dele:
Sete cores da Amazônia.

UFOPA: vice-reitor contra-ataca pró-reitor

Clodolado SantosNão ficou sem resposta a carta do pró-reitor de Pesquisa, Pós-graduação e Inovação Tecnológica da UFOPA (Universidade do Oeste do Pará), Marcos Ximenes, na qual acusa o vice-reitor Clodoaldo dos Santos de fomentar “iniciativas conspiratórias contra a imagem” da instituição.

A carta foi publicada no site da universidade semana passada, e reproduzida pelo blog.

Hoje, o vice-reitor (foto) foi à forra.

Em carta-resposta (veja a íntegra no Leia Mais, abaixo), Clodoaldo nega qualquer conspiração contra a UFOPA, e revela o que conversou com o ministro da Educação, Aloísio Mercadante, em audiência recente (criticada pelo pró-reitor) em Brasília junto com parlamentares da bancada do PT no Pará.

“Nesta audiência (…) foi externado (…) o seguinte: existe uma insatisfação da comunidade acadêmica no que se refere à ausência de uma gestão democrática e transparente, ausência de prestação de conta pública e participativa, assim como, o grande anseio da comunidade acadêmica pela eleição para reitor”, escreve o vice-reitor, e completa:

” Senhor Pró-reitor, isso é novidade para o senhor? O senhor desconhece essas demandas? O senhor não considera essas demandas um problema para o processo de consolidação da UFOPA? Essas demandas me incomodam. Eu considero-as problemas”.

Clodoaldo aumenta o tom no seu contraponto ao negar “insinuações e calúnias” proferidas por Ximenes e lembra-lhe que é professor concursado da UFOPA, condição bem diferente do pró-reitor, indicado para o cargo pelo atual reitor pro-tempore Seixas Lourenço.

“Não admito que o senhor afirme, conforme feito em sua carta, que eu estiolo a imagem desta Instituição. Vale lembrar que após esta gestão pro-tempore, eu voltarei a ser exclusivamente professor. E o senhor? Se alguém tem motivos e razões para consolidar a UFOPA, este sou eu. Eu sou santareno, minha família reside em Santarém, eu sou professor da UFOPA e o senhor?”

- – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – - – — – - – - – - – - – - – -

Senhor Marcos Ximenes Ponte,

Em face aos últimos acontecimentos, sinto-me na obrigação de fazer alguns esclarecimentos/comentários a respeito de sua “Carta aos colegas companheiros da equipe de dirigentes da UFOPA” publicada no site da UFOPA, no dia 02/05/2012.

(1) Eu estive presente na qualidade de convidado da Bancada de Deputados Estaduais e Federais do PT, em uma audiência com o Exmo. Sr. Aluízio Mercadante, Ministro da Educação, no dia 18/04/2012, às 17:00 horas, nas dependências da Câmara Federal, em Brasília . Em nenhum momento neguei ou tentei esconder, e não tenho motivos ou razões para fazer isso, ao contrário, fiz questão que essa audiência fosse publicizada à comunidade acadêmica da UFOPA; Afinal, senhor Pró-reitor, a minha indicação como Vice-Reitor Pró-tempore da UFOPA foi uma indicação apoiada pela citada bancada. Mas desses fatos o senhor tem total conhecimento ou pelo menos deveria saber;

(mais…)

Pouco mais de 20% tomaram vacina

Pouco mais de 20% da meta prevista (ou 8.634 pessoas) foram vacinadas até agora em Santarém na campanha de vacinação contra gripe A deflagrada pelo Ministério da Saúde no último sábado (5).

Esse percentual, no entanto, está acima da média em todo o Pará, em torno de 18% (165.257 vacinados).

A campanha continua até o dia 25 e o alvo são idosos, gestantes e crianças entre 6 meses e 2 anos incompletos.

Em Itaituba, a meta atingida até agora foi de 11% (1.579) do total; em Altamira, 1462 pessoas foram vacinadas (10%).

Leia também:
Virose faz Jatene cancelar sua viagem à China.
Ministro defende mais vagas em medicina.

Alepa é a 4ª do país em número de servidores

A Alepa (Assembleia Legislativa do Pará) ocupa o 4º lugar no ranking das casas congêneres do país que mais tem servidores, entre efetivos e comissionados. São, ao todo, 3.110 pessoas que ali trabalham.

A informação é do jornal Estado de S. Paulo.

A liderança na classificação do inchaço é do Rio de Janeiro (Alerj), com  4.328 servidores.

Do Norte, Nordeste e Sul não há nenhuma casa à frente do Pará, que é uma das seis casas do país que pagam auxílio moradia aos seus palarmentares.

Leia também:
Pará assumirá ranking da mineração em 5 anos.
Audiência debaterá pós-graduação internacional.

TJ manda prender PMs do massacre de Eldorado

No portal G1

O Tribunal de Justiça do Pará expediu na manhã desta segunda feira (7) o mandado de prisão contra o Coronel Mario Colares Pantoja e o major José Maria Pereira de Oliveira, policiais militares que foram condenados pelo envolvimento no massacre dos sem terra em Eldorado dos Carajás, no sudeste do Pará, em 1996.

Desde a condenação, eles vinham recorrendo da sentença em liberdade. Mas com o esgotamento dos recursos, em abril, a documentação do processo retornou ao Tribunal de Justiça do Pará e o juiz Edmar Pereira, da primeira vara do Tribunal do Júri, expediu o mandado para que os condenados cumprissem as sentenças.

Na época do crime, Pantoja foi condenado a 228 anos, e o major Oliveira a 158 anos e 4 meses em regime fechado, mas a lei penal brasileira permite o cumprimento máximo de 30 anos de reclusão.

Leia mais em TJ do Pará determina prisão de envolvidos em massacre de Eldorado.

Leia também:
Governo do Pará cria 6 novas comarcas.

IFPA também não entrega diploma, diz leitora

Da leitora Amanda Oliveira, sobre o post UFOPA forma, mas não entrega o diploma:

Não é só a UFOPA que forma e não entrega os diplomas, o IFPA campus Santarém também tem o mesmo “problema”. Me formei no dia 16 de dezembro de 2011 em Técnico em Guia de Turismo, e até hoje, juntamente com mais de 25 alunos, não recebemos certificados.

Precisamos do certificado para atuar na área, dar mais credibilidade aos nossos serviços e, o mais importante de tudo, fazer o cadastro no Ministério do Turismo, que só será possível com o diploma.

Estamos indignados com a falta de compromisso das instituições que formam e não certificam. Nos empenhamos, dedicamos muitos anos ao aprendizado e na hora da contratação burocrática nada temos para mostrar.

Queremos simplesmente nosso direito de exercer nossa atividade com certificação e maior credibilidade.

Celpa propõe deságio de 40% sobre dívidas

Na Reuters Brasil

A Celpa, distribuidora de energia paraense em recuperação judicial, propõe o aporte de 650 milhões de reais por parte de investidores em seu plano de reestruturação, além de uma repactuação das dívidas com deságios de até 40 por cento nos valores a serem pagos aos credores financeiros.

O plano de recuperação judicial da companhia foi entregue à Justiça na última sexta-feira e divulgado nesta segunda-feira na Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

A Celpa, controlada pelo Grupo Rede Energia, também propõe a possível alienação ou operação de qualquer ativo da empresa, sem necessidade prévia de autorização judicial, e a liberação de garantias prestadas pelos acionistas e administradores da Celpa, para garantir o pagamento aos credores.

Para captar os 650 milhões de reais, a Celpa pretende fazer uma emissão de debêntures conversíveis em ações que seriam adquiridas por investidores, com vencimento em 2027.

Leia mais em Celpa propõe deságio de até 40% sobre dívidas.

Leia também:
Guascor pode suspender energia em 8 cidades.
Prejuízo da Celpa em 2011 foi de R$ 391 milhões.

Defensoria em novo endereço

A Defensoria Pública do Pará em Santarém arruma malas e cuias para cantar de galo noutra freguesia.

Vai mudar de endereço.

Deixará o prédio da avenida Rui Barbosa, em frente à Superintendência do Incra, e se abrigará no imóvel onde funcionava a construtora Dinâmica Engenharia, do falecido engenheiro Alcyr Queiroz.

Leia também:
CNJ quer unificar custas judiciais.

Regras claras para pós-graduação no exterior

Do professor doutor Anselmo Colares, sobre o post Audiência debaterá pós-graduação internacional:

A iniciativa é interessante, porém, resta saber se terá força para modificar a situação uma vez que se trata de uma prerrogativa da Capes, órgão ligado ao Ministério da Educação e que tem a incumbência de zelar por esta modalidade de ensino.

A Capes foi convidada para esta audiência?

Outras instâncias que também precisam estar presentes ao debate: Conselho Nacional de Educação (CNE), e entidades representativas nacionais dos discentes.

Afinal, esta questão não afeta apenas ao Pará, ela precisa ser entendida como um problema nacional.

Existem casos que se enquadram na descrição do deputado Nélio Aguiar, mas também tem muita “coisa estranha” nestes cursos além de nossas fronteiras.

É importante que sejam estabelecidas regras claras e garantir a todos o direito, desde que sejam mantidos os critérios de qualidade na formação.

Santareno lança romance na Bienal do AM

Capa_Amuleto_Perdido_Amazonia_900p

Capa do 1º romance do escritor FJ Teixeira

Um livro, com digitais de um santareno, foi lançado na Bienal do Livro no Amazonas, cujo encerramento ocorreu ontem (6), em Manaus.

FJ Teixeira

O Amuleto Perdido da Amazônia é o primeira romance do escritor FJ Teixeira (foto), que já escreveu contos, poesias e crônicas, rendendo-lhe 9 livros, 7 dos quais virtuais.

Leia também:
Jornalista santareno lança 8º livro.

A nova obra mistura ficção e realidade.

Ela se desenrola em Manaus, Santarém e outras cidades vizinhas, tendo seu ápice a praia de Alter do Chão.

No Leia mais, abaixo, a sinopse do romance.

Filho de família com poucos recursos (o pai é pipoqueiro), Teixeira estou no Seminário São Pio X e no Álvaro Adolfo. Com 20 anos, mudou-se para Manaus, onde trabalha hoje como especialista em Surface Mount Technologie, no Polo Industrial daquela cidade.

Já tem engatilhado 3 novos romances.

O prefácio do 1º quem escreve é o doutor em Linguística pela Unicamp Sérgio Freire, professor da UFAM (Universidade Federal do Amazonas).

(mais…)

Página 1 de 212
css.php