Operação Apate, dos diplomas falsos: confira quem foi preso, Sandra Eli, Salma e Andreia - presas na Apate/diplomas falsos

Sandra Eli, Salma e Andrea

Três pessoas foram presas, todas mulheres, na operação Apate, deflagrada hoje, 21, em Santarém e que tem como alvo o esquema de diplomas falsos na Semed (Secretaria Municipal de Educação), gestão da secretária Marluce Pinho, indicada pela família Lira Maia para o cargo.

As 3 estão com prisão temporária (5 dias) decretada pelo juiz Rômulo Nogueira de Brito, da 2ª Vara Penal de Santarém.

São elas:

Andrea Almeida de Vasconcelos, 39 anos. Secretaria. Natural de Santarém. Trabalhou como secretária da Umei (Unidade Municipal de Ensino Infantil) da Área Verde.

Sandra Eli Campos de Sousa, 40 anos. Servidora pública municipal. Trabalhava na Coordenadoria de Educação Infantil, gestão de Flora Costa.

Salma Campos Teixeira. Trabalhou na Umei Ebenezer. É irmã de Sandra Eli.

Leia também:
Não quer calar. Erasmo e Marluce têm condições éticas para continuar no cargo?

  • 44
    Shares

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: Operação dos diplomas falsos na Semed: saiba quem são as 3 presas

  • Tem que corta o mau pela raiz dos a quem doer e se tiver políticos envolvidos que sejam presos !!!

  • Essa de branco é muito bonita, uma pena que está envolvida no esquemão.

  • isto é uma vergonha para estas familias tem que ficar presa ok

  • A que ponto chegamos… Pessoas que não valorizam estudar, acham-se no direito de ocupar cargos de pessoas que deram duro para se qualificar.
    É por isso que lutei para conquistar meu certificado e minha vaga de concursado.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *