Jatene: paraninfo da 1ª turma

Tudo certo para o desembarque do governador Simão Jatene amanhã (28) em Santarém, para participar da formatura da 1ª turma do curso de Medicina da Uepa (Universidade Estadual do Pará) no município.

São os primeiros médicos formados no oeste do Pará.

Jatene é o paraninfo da turma, com 16 alunos.

A solenidade, marcada para 19h, será realizada no Barrudada Tropical Hotel, bairro da Liberdade.

Foi Jatene, ainda no 1º mandato, que implantou o curso de Medicina em Santarém.

Leia também:
Sindicância vai apurar denúncias contra Ufopa.
Edital do concurso da polícia será alterado.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

103 Comentários em: Governador desembarca nesta 5ª em Santarém

  • Acalmem-se caríssimos conterrâneos santarenos. Essa fato não é para comemorar. Não vou ser ceticista neste comentário, contudo realista. Du-vi-de-o-dó que esses neo-médicos fiquem por tanto tempo nesta região, que desejem servir no Lago-Grande, por exemplo, e pior, que cobrem memos que R$ 120,00 por um consulta ou que olhem nós olhos do paciente quando estiver no setor público, se é que trabalharão nele.
    Ser médico, ainda é uma profissão de status que exclui aquele já nasce excluído.

    • Se você conhecesse o modelo de ensino da UEPA e o contato que o aluno tem – desde o primeiro semestre – com o paciente do SUS (não só nos hospitais e unidades de saúde, mas até mesmo na CASA do paciente) e da formação pautada na ética e no respeito ao paciente que nos dão na nossa faculdade você nem ao menos teria escrito esse comentário.
      O tempo vai te mostrar que estás errada. Estão sendo formados 16 médicos de SERES HUMANOS, e não médicos de doenças que estamos acostumados a ver.

      • É mais fácil falar sem saber, João.
        Triste que as pessoas ainda tenham uma visão errada da medicina. Triste que elas não acreditem que a medicina em Santarém vai mudar a realidade. Triste que elas ainda achem que somos mágicos. Não, não somos mágicos. Somos (seremos) médicos. E como dentro do próprio curso, aprendemos que muita coisa precisa de tempo para mudar. Precisamos passar a medicação e esperar o tempo de efeito dela – mas sem ignorar o fato de que já devemos ter em mente o próximo passo.
        Somos muitos bons e eu não o mínimo de dúvida a esse respeito. Vamos fazer diferença!

      • Meu primo, como citei antes: são comentários oriundos das incompetências pessoais, de pessoas que desperdiçaram seus sonhos de conquistas ou nunca sonharam.

      • Então, vamos aguardar… Gostarei muitíssimo de estar errada.

      • Um dia, meu caro amigo, ela, ou alguém da família, deverá cair em nossas mãos, seja no atendimento público ou privado. Terá que engolir a verdade de toda essa competência que está na formação de cada um dos estudantes da medicina santarena. Tudo isso, olhando diretamente em nossos olhos e recebendo o melhor atendimento que poderia ser oferecido.

        Aguarde e confie.

        • Tudo o que ela escreveu é FATO!!!
          Vocês ainda pensam assim porque concerteza a maioria não tem um cargo público e ainda não são médicos com qualificações.
          Digo isso porque tenho caso dentro de minha casa, portanto não sejam hipócritas.
          “ANTES DE SEREM MÉDICOS, SEJAM HUMANOS”!!!!

          Atte,
          Marcelle Junker

  • Quantos formandos são de Santarém?? Santareno da Gema??

  • É para comemorar sim! E muito. Temos Medicina em Santarém. E bons médicos, já que a partir de amanhã serão mesmo. A primeira turma, em especial, sofreu bastante por iniciar um curso novo na cidade; por ser método PBL e por carecer de muitas outras coisas que não convém falar aqui.
    Se todos vão ficar em Santarém? Dos mais de 200 estudantes de medicina, provavelmente não. Mas aos poucos vamos conseguir mudar essa realidade. Sim, a maioria dos estudantes são forasteiros, mas muitos deles querem ficar em Santarém.
    E se você não conhece – e não deve conhecer mesmo – os estudantes da Uepa Santarém: AMAMOS O SUS. Aprendemos desde o 1 semestre a ir para as unidades básicas de saúde e desenvolver uma boa relação médico-paciente. Olhamos nos olhos sim.
    Somos completamente envolvidos com campanhas sociais e de prevenção em saúde que nós mesmos idealizamos e corremos atrás para tornar possível: campanha SAÚDE E LAZER que oferece gratuitamente atendimento médico, odontológico, psicológico a alguma região da cidade; OPERAÇÃO SORRISO que oferece uma vez por ano cirurgias gratuitas para quem tem lábio leporino e fenda palatina; campanha OUTUBRO ROSA que incentiva o exame das mamas e combate ao câncer de mama; campanha CONTRA O TABACO; campanha SAÚDE DO HOMEM; campanha PREVENÇÃO AO AVC; campanha de DIA DAS CRIANÇAS onde vamos aos hospitais oferecer brinquedos aos pequeninos internados; muitas campanhas com os IDOSOS DO HIPERDIA; e tantas outras coisas, tantos projetos com comunidades quilombolas, indígenas, grávidas, adolescentes….
    Agora temos RESIDÊNCIA MÉDICA que é um dos grandes motivos de fixação dos médicos em determinada localidade.
    Ser médico é uma profissão como qualquer outra: precisamos receber o preço justo pelo serviço prestado. Enfim, isso é outra discussão.
    Eu acredito na MEDICINA SANTARÉM. Estudo na Uepa, sou de Santarém e pretendo ficar aqui.

    PARABÉNS A NOSSA TURMA NÚMERO 1!!!!!
    Parabéns e obrigada ao médicos que acreditaram no sonho de ter medicina na cidade e se comprometeram a nos ensinar: nossos queridos professores.
    É uma nova história (risos de alegria)

    • 1. Por sofrerem muito, vão acabar descontando no tratamento aos pacientes;
      2. Não é porque que participaram de campanhas que são bons, mas, possivelmente, porque procuravam conhecimento e CH complementar, ora;
      3. A residência médica é provisória;
      4. Preço justo? Quanta subjetividade! Você já está justificando seus R$120,00. Em vista de um salário mínimo isso é um crime.
      5. Não é porque você é santareno que vou confiar em você.

      Lembrei de um médio que servia como vocação: Ernesto Che Guevara. Então, desafio você, pegue um barco e saia pelas comunidades fazendo consulta grátis, ao menos aos finais de semana. Duvido que seja capaz!

      • 1. Já ouviu falar em resiliência?
        2. Que pensamento mesquinho, meu Deus
        3. Quem disse que a residência é provisória? Acho que você não estava presente na reunião que apresentou a proposta de residência para Santarém.
        3. Preço justo sim. Nada subjetivo.QUALQUER trabalhador recebe pelas horas de trabalho. E tem mais, você não sabe o que é fazer faculdade de medicina, não sabe quanto CUSTA fazer faculdade de medicina – se for um pouco inteligente vai perceber que não estou falando só de dinheiro – não sabe de nada
        5. Que argumento mais patético.
        Se bem me lembro esse desafio foi proposto ao competentíssimo Erik Jennings. Primeiro que ainda não posso atender. SOU ESTUDANTE. Segundo, se for a mesma pessoa que fez esse desafio deveria saber os níveis de atenção em saúde do seu país (sim são os níveis que o SUS que você diz que os médicos desvalorizam preconiza) estabelecem que os médicos – de acordo com suas especialidades – trabalhem em serviços de atenção primária, secundária e terciária? Sabe o que é isso?
        Desculpa, mas todos os estudantes de Medicina (demais cursos também para não dizer que somos arrogantes) são capazes.

      • Lindeuza, querida, procure um marido.

    • Não liga, doutor! A hora é para comemorar, fazer planos, buscar concretizar todos aqueles sonhos, sonhados após horas de estudo nas madrugadas da vida. Parabéns pela colação!

  • E ainda tem gente aqui no Tapajós que convida o governador do Não para ser paraninfo…

    • Enfim… foi no mandato dele que o curso veio para cá.

      • Esta é digna de quem a posta! Queria que o governador do Acre viesse para a formatura? – Já olhei no mapa e não há nem um estado brasileiro com o nome Tapajós (no futuro quem sabe).

    • Pedro, justiça seja feita meu caro. Jatene implantou o ensino de medicina em santarém. Gelo no seu cotovelo também. Ana júlia pouco fez.Jatene já conseguiu também e nesse ano teremos medicina em maraba! DO sim ou do não,é o governador dos paraenses.

      • Também reconheço isso. Mas, precisava convidá-lo para Paraninfo?
        Jatene não é bem vindo na terra dos Tapajônicos.
        Sobre o gelo, devolvo-lhe para que tome um bom Whisky com ele…

        • Ok, Pedro Peloso, farei esforço para convidá-lo a ser paraninfo da próxima turma que se forma em Dezembro, tá bom? Bicho ciumento.

        • Acho que quem deveria ou não estar incomodado pela presença do Jatene na cerimônia seriam os próprios médicos recém-formados. Apesar de ser faculdade púbilca, dinheiro público, etc, etc, etc. São os estudantes de Medicina que escolhem quem convidar. Isso não é direito seu.
          Quanto ao fato de ser o próximo paraninfo, nem se alegre em esnobar. Era brincadeirinha.
          Desculpa, mas você não significa nada pada a Medicina (como pessoa digna de tal honraria, é claro).

    • caro amigo pedro se a sua ex governadora do pt nao fosse tao encompetente era ela que seria convidada para essa explendida formatura

      • Ela também foi a favor do Não!
        Não devia ser convidada para tamanha homenagem.
        Há tapajônicos à altura da honraria.

  • Elogiável a ação do governador em criar a faculdade de medicina no Campus da UEPA em Santarém pensando, talvez, que essa medida pudesse trazer algum benefício à Santarém e municípios da Região. A realidade, porém, mostra que se a intenção era boa, o resultado é inócuo, sem nenhuma utilidade prática para a nossa região que vai continuar com um médico para cada grup de 6.000 habitantes, pois dos 16 formandos apenas 3 ou 4 são da região e os demais, que gostariam até que a formatura fosse em Belém, são da capital ou de outros Estados da federação.

    Que significa? Qua amanhã ou até mesmo hoje esse médicos formados à custa do imposto pago pelo paraense, que deveriam servir ao povo paraense, todos, sem falta de nenhum tommarão o rumo de casa e nos deixarão com o eterno problema de falta de médicos.

    E que solução o governo do Estado poder para esse problema, que muito bem poderia ser anunciado pelo governador hoje?

    A reserva de 80% das vagas da área de saúde oferecidas pelo Campus de santarém para estudantes que residam há mais de 5 anos na região e que tenham cursado (nesse caso 50% dos 80%) o ensino médio em escolas públicas da região.

    Semelhante proposta encaminhei em fevereiro do ano passado ao deputado Alexandre Von e ao vice-governador Helenilson Pontes que até hoje nunca se pronunciaram a respeito.

    Caso o governador não adote esta necessária e oportuna medida, já nos preparamos para apresentar um projeto de Lei de iniciativa popular a fim de corrigir essa odiosa distorção.

    • Caro Evaldo, a iniciativa de se criar aqui em Santarém um curso de Medicina foi/é louvável. Altamente. Ninguém, em são consciência, haverá de negar isso. Agora, formada a 1ª turma, é hora de ajustes, de arremates no processo de seleção dos candidatos. Acho que a proposta que fazes oportuna e deve ser analisada pela Uepa com propósito de fixar os médicos na região.

      • Com certeza. Não esqueçam que estamos formando a PRIMEIRA turma. Ainda há muito para melhorar, mudar, acrescentar nessa formação.
        O fato é que isso é uma conquista muito grande. E como já tinha falado os médicos tendem a se fixar onde fizeram suas respectivas residências.
        Vamos ter fé.

    • Milhares de estudantes de Santarém se formaram em Belém, Manaus…. e mesmo no exterior. Nunca ouvi alguém fazer apologia ao contrário. Seguindo este pensamento barrista, logo teremos, além das cotas raciais e sociais ao acesso universitário, uma nova: a cota regional.

      • Concordo com você. Apesar de também não gostar da ideia da maioria ir embora daqui.
        Se for prestar atenção os médicos que hoje atendem em Santarém se formaram na UFPA-Belém e em tantos outros lugares.
        Acho que esse não é o caminho.

    • Realmente um comentário pessimista. Como se tudo pudesse começar grande. A grande maioria dos empreendimentos, assim como dos seres vivos, nasce pequeno.

      Parabéns para Santarém, a primeira cidade da Amazônia, que não é capital de estado, a formar médicos! Parabens para os esforçados doutores dessa turma pioneira que quebrou paradigmas e realizou seus sonhos e o sonho de muitos cidadãos dessa terra de ver Doutores se formando ai, não necessitando, como eu, que tive que vir para Belém, à duras penas, para estudar Faculdade.

  • Comentários movidos pela inveja que é oriunda das incompetências pessoais. Os médicos desta turma, não interessando, não sendo da conta de outros, podem comemorar, exercer suas profissões onde bem entender e cobrar o valor que acharem justo. Se desejarem trabalhar aqui ou no citado Lago Grande, olhar nos olhos (risos) dos pacientes, cobrar 240, 480… por uma consulta, PROBLEMA DELES. Quanto ao fato de ter um governador de estado como paraninfo… é uma honra. Se alguém nasce se sentindo excluído, que tente melhorar suas condições de vida, façam um vestibular para medicina; por exemplo.

    • Também acho que esses comentários partem de pessoas invejosas e frustradas.

      • Quanta arrogância em futuros, médicos(?)

        • Não vejo como arrogância um comentário sobre algo que se conseguiu com esforço e dedicação e não as custas de um partido político sem mérito de causa. Mas, o tempo da prolixia está acabando e junto as falsas glórias e mamatas da vida fácil.

          • Se você não vê arrogância no texto, ótimo pra você.
            Agora uma perguntinha que não quer calar: qual foi mesmo o partidinho sem méritos de causa” que criou cerca de 14 novas universidades federais em todo o país, inclusive, uma aqui em Santarém?

          • Arrogância? Longe de mim.
            Não permito que falem mal daquilo que não conhecem. Você sabe como funciona o curso de medicina em Santarém? Sabe o que é PBL? Sabe qual a nossa grade curricular? Sabe qual a nossa disponibilidade de acervo? Sabe o que é Interação Comunitária, vulgo INC? Sabe o que é tutorial? Sabe o que é Habilidades Clínicas? Sabe o que é TCA?
            Sou de Santarém, estudei em escola pública, estudei, estudei e passei para medicina.
            Agora estudo mais ainda.
            Deus do Céu o que esperam dos médicos?
            Que nos candidatemos à vida prostituta? Que andemos só de havaiana? Que andemos de bicicleta? Que entre um plantão e outro devemos ir aos semáforos pedir esmola?
            Ora veja meu caro, vá ao Hospital Municipal de Santarém. Vá de leito em leito. Converse pelo menos 5 minutos com cada paciente. Sinta o calor infernal. Olhe para o teto. Veja as teias de aranha. Entre no centro cirúrgico. Veja o piso quebrado. Pergunte pelas roupas de centro cirúrgico que os médicos usavam até três meses atrás: VELHAS e RASGADAS – e bem rasgadas, não estou falando de descosturadas.
            Acompanhe um médico por um dia. Procure o glamour. Anote os horários em que ele se alimenta. Anote que horas ele chegou no hospital. Anote que horas vai sair de lá. Não esqueça de tomar nota de todos os materiais que faltam no posto/hospital. Conte quantas horas um médico trabalha. Conte quanto ele ganha. Divida. Veja o glamour.

          • Pedro Peloso, os partidos são formados por pessoas. A ideologia e o trabalho feito por elas partem de pessoas. Portanto, sendo os partidos formados por gente, podem ser boas ou ruins, como ela. Ou seriam boas todas as pessoas deste partido? Estamos estudando para ser médicos e saiba que existe formação política dentro da universidade. Não pense que não sabemos o que acontece do lado de fora dos muros da universidade. Criar universidades é fácil. Difícil é equipá-las, qualificar os professores, manter condições dignas de trabalho para professores, funcionários e alunos. Aliás, as papagaiadas do mais alto calão do governo estão acontecendo sob os olhos e cuidados deste seu partidinho favorito. Justo, né? Milhões de reais gastos em decorações de interiores que poderiam ser aplicados em educação.

            Como se pode ver, seu partido é tão sujo quanto os corredores de hospitais que são mantidos por ele, os quais, inclusive, aprendemos a tratar DIGNAMENTE, sob nossos próprios e formação, todos os pacientes que precisam de nossos cuidados.

            Contente-se com seu trabalhinho político, e veja o que será de você na próxima gestão. Boa sorte.

  • Os médicos são formados com nosso dinheiro e logo que saem da faculdade metem a faca na gente… Deveria haver uma lei para obrigar tais formandos a trabalhar de graça para pagar os estudos custeados pelo estado.

    • Muitos professores, engenheiros, veterinários… também se formam em instituições públicas. E dai, eles também têm que trabalhar de graça? Putz!

    • Se permite o comentário: meus pais também pagam imposto.

      • Querer comparar uma vida com um prédio é o fim da picada…E acredito que seria uma boa sim engenheiros, administradores e outros prestarem serviços voluntários como forma de pagamento pelo curso. Não só médico, mas todos também…

        • De que forma tu contribuis, além de escrever bobagens e se contradizer depois, para o bem estar social, público?

        • João Nopolski, você é formado? Trabalhou de graça em nome do bem-estar social? Continua fazendo isso. Sinceramente… Médico é igual a engenheiro, enfermeiro, administrador, e ás outras profissões. Precisa comer e pagar a educação dos filhos. Certamente, não é trabalhando de graça que você paga suas contas.

  • Sempre tem agourento e negativista, sempre existiu lunáticos e pessimistas. O momento é para comemorar, se a maioria não são santarenos é porque esta é a primeira turma e o pessoal de Belém e outros lugares estava mais preparado e passou no vestibular com nota mais alta. Nas turmas subsequentes é notável o aumento de alunos santarenos. Se não forem para o interior é porque o governo não oferece condições adequadas, tanto que não existe esse problema com juizes e promotores, ofereçam as mesmas condições com a mesma segurança e não com enganação de prefeitos e secretários de saúde corruptos, que vai encher de médicos no interior. Agora elogiar Che Guevara como médico é muito para minha paciencia. Parabéns Jovens, voces venceram! e são livres para trabalhar onde quizerem, voces não devem nada a ninguém, os pais de vocês pagam impostos como qualquer cidadão e eu nunca ví ninguém reividicando que recem formados em Administração, Economia ou Veterinária, vá trabalhar de graça ou ganhando esmola como forma de pagamento pelo curso. Quanto à Sra. ou Srta. Lindeuza, digo, ainda dá tempo, faça o vestibular de Medicina, enfrente o que estes jovens enfrentaram e daqui há seis anos a senhora será médica.

    • Sábias palavras dr. Telmo!

    • É isso mesmo Telmo Moreira, precisa ser mesmo oferecido salário decente aos medicos, não as enganações de prefeitos que querem usar médicos como cabo eleitoal. Talvez a solução seja fazer respeitar a lei que determina que municípios, estados e união façam plano de cargos e salários da saúde, oferecendo assim, por concurso acesso dos médicos de forma digna. Imagina se juízes e promotores fossem contratados por cooperativas e organizações sociais, seria complicado, igual que ocorre hoje com a saúde, onde não há garantias profissionais aos médicos, então fica um contrato precário, salve-se quem pode. Eu tenho certeza que se fosse oferecido salário de 18 mil reais a médico, por concurso, igual fazem com juízes e promotores, se não haveria candidatos até mesmo para Trairão, Medicilândia e outras cidades de díficil acesso. Mas será que algum prefeito tem interesse em plano de cargos e salário? Duvido.

      • Pior de tudo é ter que se essa turma for procurar emprego na Prefeitura de Santarém, vão receber a ” maravilhosa” proposta de 630 reais de salário base para cumprir uma carga horária de 40hs semanais ( manhã e tarde).
        Claro que não vão ficar em Santarem estes médicos. Diz ai Tibério o que tu acha???

    • Meu caro, olhe para o seu lado e, certamente, verá que tem muito médico picareta. E não é só por falta de “condições adequadas”. É índole. Ou melhor, indolência.

      É porque consideram que estudaram muito e depois de formados não precisam mais se esforçar tanto. E aí, dane-se o paciente…

      Estou errado?

      Acredito que essa mentalidade pode ser mudada com a atuação dos novos médicos que estaram em breve iniciando sua vida profissional. Tenho esperança de dias melhores na área da saúde, porque acho que os jovens médicos podem mudar o atual estado das coisas.

      • onde está escrito estaram, leia-se estarão.

        • Eu também tenho esperança de dias melhores na área da saúde. Vivo a mudança. Sei que faremos a diferença.
          O problema – como sempre – é a política em saúde.

    • Faço minha suas palavras!
      Bando de … nunca pensaram q/ esse eh um dos primeiros grandes passos para as pessoas, jovens e adultos, principalmente os nossos jovens de nossa região oeste! Isso é MAGNÍFICO p/ o Oeste paraense!!!!!!!
      Quem tem condições, oportunidade e principalmente quem tem garra vence, principalmente através das pestanas, se dedicando, estudando … mas não azucrinando a vida dos outros.
      O Governador será bem vindo. Estarei lá incentivando ele, aplaudindo DE PÉ com toda honra e pompa. Aí de quem vim me enfrescar… não vou pegar lá não pq lá vou tá na beca, chique e super fino e educado…mas anoto o nome dos desgraçados(as) pau-mandado eu sei de quem estarão cumprindo ordem…

      • Podia ter, pelo menos, a hombridade de se identificar !

        • Caro Pedro, va pelos menos falar de ombridde e assemelhados lá com o Everaldinho tááá. Abraço!

          • É você, “cri-cri”, que está sem hombridade suficiente para se identificar. Portanto, é a você que eu me dirijo… Mas, se não quiser, não importa, continue balbuciando as suas bobagens!

    • Telmo pra vc realmente é melhor que seus colegas retornem para suas cidades de origem. Concorrência pra vcs que tem uma cooperativa de anestesistas que domina o mercado santareno e cobram quanto querem, isso que é vergonhoso e desumano. Mais não te preocupa daqui a pouco tempo vai ter médico desempregado e não milionários com serviços de péssima qualidade como é hoje. Aproveita bem que sre teu salário hoje é bom , amanhã pode ser esmola, como vc diz.

      • Me admira a Enfermeira… Que fez de um tudo pra prejudicar o curso de Medicina da UEPA Santarém… Defendendo agora q os estudantes fiquem na cidade! Os mesmos estudantes, que pela senhora teriam sido escorraçados dos hospitais…
        Fico realmente impressionada… que venha a defender uma opinião como essa contra alguém que trouxe muitos, mais muitos benefícios a nossa querida Pérola do Tapajós, e que diga-se de passagem, nem santareno é!
        Poupe-me do seu comentário infundado!

        • Tinha que ser enfermeira.
          Tava demorando para a inveja-mor de medicina se manifestar.

          • Menos, caro colega. Não vamos confundir as coisas aqui. As pessoas tem de acabar com essa mania de achar que todo profissional da saúde não-médico queria ter feito medicina. Devem haver exceções, mas estou certo de que não se deve generalizar.

    • Dr. Telmo, que pronuncionamento! Nobre, direto e reto, como sua competência. Sou teu fã.

  • Tem que comemorar SIM gente !

    Santarém é Polo Regional de Educação e agora já começou a formar médicos.

    E NÃO é por mérito do parazinho NÂO !

    É conquista Nossa ! Assim como foi a UFOPA !

    O Parazinho nunca deu nada de graça, pois ele lucra com a gente.

    Agora… o Governador Jamente como Paraninfo…. só em Santarém mesmo….

    Tiberio Alloggio

  • Estamos pagando as contas, e não temos nenhum beneficio; conheço dois formando desta turma que são do Rio de Janeiro; estão rindo da gente. Usei estes babacas!!!!!!

    • Professora? Que vergonha, então!
      Todos os médicos que não estão nesta relação de formandos e trabalham em Santarém se formaram em outras cidades e outros estados. Este é um país livre, os impostos pagos aqui também são pagos em qualquer lugar do Brasil e da mesma forma. A senhora que se diz professora deveria pelo menos pensar antes de escrever bobagens, se os seus alunos não aprendem ou aprenderam o suficiente para entrar em uma universidade é por culpa da sua incompetência.

      • Quanto você está ganhando dos médicos para defende-los com tanta garra?

        • É inacreditável que uma professora faça um comentário tão desqualificado.
          Os médicos não estão pagando ninguém para defendê-los. Ao que me consta isso é coisa de gente que deve algo e precisa ser defendido: político, sabe?

        • Ganho coisa alguma. Na verdade, sinceramente, é que não gosto de pessoas que transformam suas frustrações e incompetências em palavras invejosas por despeito às chances que os mais capacitados têm. Com relação às 14 universidades que seu partido… uma coisa é criar outra é fazer. Ou seja as realizações de seu partido existem, sim, apenas no papel.

          • Então, segundo o seu raciocínio, a UFOPA é só de papel?

          • Ontem o Fantástico mostrou as universidades. Algumas existem (em situação precária), outras foram só criadas, outras…

          • Quanto a UFOPA, não é aquela que funciona até em quarto de hotel? Não é aquela que já greva mais que funciona? Aquela que está enriquecendo alguns do ParTido com tantas maracutáias? Ponto para Anhangá, de novo.

        • O mesmo que você ganha para defender idéias contrárias. Meu querido, todos podem ter idéias diferentes e o direito de defender seus pontos de vista. Defenda o seu, em vez de dizer que o do colega está errado. É mais produtivo…

          • Defender as minhas idéias é o que eu tenho feito aqui no Blog.
            Por exemplo, a idéia de que Jatene não é bem vindo na região do Tapajós!

    • Profª. Marcela, “minha filha”, me diga sinceramente q/ vc não sabe q/ lingua ‘num’ tem ossssso? Outra coisa, certamente vc tbm deve ser uma pessoa educada, de berço e sabe q/ essas qualidades não estão intrinsicamente ligadas a ter dinheiro, bens materiais ou posição social. Então, querida quando vemos pessoas q/ a priori , por ter estudo e melhor condição econônmica e mesmo assim, agem como imbecis nós lamentamos pq se o cara não teve C* ,CAPACIDADE P/ PASSAR LÁ NA TERRA DELE ELE VEIO (de malas e cuia) P/ CÁ C/ A GENTE , ELE TEM MAIS É Q/ REZAR DIREITINHO O NOSSO “B A BÁ!”. Nós sabemos muito bem q/ eh muito feio, chega a ser RIDÍCULO alguém cuspir no prato q/ comeu. É muito feio mas existe e não é isso q/ vai nos afetar, de modo algum!
      O que realmente importa é q/ temos aqui em Santarém um curso de medicina, que muitas pessoas podem (basta rachar de estudar p/ passar! Claro) cursar e se formar. Tchau e bença! Vivemos num país democrático, cada um tem sua liberdade basta lutar p/ conseguir seu lugar ao sol, q/ nasce todo santo dia p/ todos nós, bons e maus!!!!!!! Se a gente for ligar p/ tudo o q/ uns imbecis falam, tenha dó!!!!

      Viva o CARECA!!!!!! o JATENE, claro. Jatene Jatene Jatene Já!!!!!!!

      PS: Quanto a qualidade do ensino público, isso é outra história tão grande quanto ANTIGA, claro q/ deve ser melhorada e muiito mas estamos melhorando. Trata-se de outro tema e bem complexo.

  • Fiz o vertibular junto com estes formando, fui reprovado, estudei em escola pública em santarém, onde os professores são formados pela UVA- universidade do Ceará, e pela ULBRA, em quatro periodo de férias. Julho, dezembro, julho e dezembro. Enfrentei duas greves em cada ano, com professores mau qualificado, com o Governo que não faz invertimento na educação. Disputei com os cara filho de papaizinho do sudeste e sul do Brasil, que estudaram em escola de R$ 3000 reais ao mês, com professores bem pagos e todos doutorados nas suas respectivas àreas. Imagina se dá pra competir?????.

    • Caro estudante! Não há na rede pública de ensino, hoje em dia, professores desqualificados porque os desqualificados não passam em concursos; talvez no seu tempo de estudante ainda houvesse alguns… Os professores que dão aulas em Frei Ambrósio ou Álvaro Adolfo também dão em Santa Clara e Dom Amando. Já pensaste que a culpa pode ser tua? Será que não deverias ter escutado teus professores sobre a importância de aprendizagem?

      • Concordo plenamente, Anhangá Açu. Escrevendo “MAU qualificado”, “invertimento” e “vertibular”… é de se entender a exclusão do candidato acima do processo vestibular.

  • É uma vergonha, bancarmos com nossos impostos, Paulista e Carioca. Boa viagem a terra natal. Que lembrem da gente em santarém.

    • Será que os paulistas ou cariocas também têm este pensamento idiota em relação aos grandes médicos de Santarém que estudaram em seus estados?

      • Com certeza não. Esqueçem que muitos de nossos médicos tiveram de estudar fora porque não tinha medicina em santarém. Esqueçem que muitos professores médicos do curso são de fora.

      • Anhannhançu-anga ??!! prefiro num acreditar q/ essa pessoa q/ assina como Vereador não seja um de nossos reperesentantes pq aí é o fim da picada… Égua da cabecinha subdesenvolvida….
        Pois é fato q/ muitos santarenos e paraenses estudaram no Rio de Janeiro, São Paulo, Brasíslia …. e , ….. hoje estão aqui pelo Norte, especificadamente aqui em Sanatrém.
        Que pensamento mesquinho vil, de uma pequenez… pensar q/ uma pessoa so pelo fato de ser de outro Estado não deveria cursar uma universidade estadual diferente de sua terra natal. Só falta esse vereador dizer “salve Hitler!” . ABSURDO.

      • Anhangá, mais um ponto pra você. É por conta de pensamentos como esses que o Oeste do Pará paga. Por poucos, pagam todos. Essa é que é a verdade.

    • Meu querido, saiba que nós, santarenos, pouco a pouco, estamos mudando o perfil que compõem os cursos mais concorridos em nossas universidades paraenses. Com a medicina da UEPA em Santarém, não está sendo diferente. A primeira turma é uma exceção, porém, isso não diminui a competência de meninos tão bem treinados e capacitados, dentre os quais, inclusive, muitos que optaram por permanecer aqui. Enquanto eles salvam vidas, o sr. vereador deveria estar fazendo o que menos os governantes deste município fazem: trabalhar.

  • o cancer alguns casos já tem cura a inveja nunca tera!

  • Parabens ao governador, mais uma vez mostra a sua capacidade de estadista,coisa de PSDB. parabens aos novos medicos e muito sucesso. Lembro, quando aqui nao tinha nenhuma curso superior e tive que estudar em Belem.

  • cota-mocorongo !!!! qua!!!! qua!!! qua!!! esta é demais !!! e tem que engolir o governador !!! manda quem pode e obedece quem tem juizo !!!! vão engolindo a raiva como engoliram o sapo da derrota no plebiscito !!!!!

    • OLHA JÁÁÁÁ….!!!! kkkKK…kkkKKK…. Ele relincha ….kkkKKKK claro q/ essa coisa so podia relinchar kkKKK…..kkkKKK…..kkkkkKKKKKKKKKK….kkkkkkkk……

  • Tudo o que ela escreveu é FATO!!!
    Vocês ainda pensam assim porque concerteza a maioria não tem um cargo público por

  • O Jatene vai se espeniar pra tentar se reeleger ou talvez uma vaga de dep. Federal ou ao Senado. Acontece que há um Helder Barbalho no caminho que já está deixando jatene sem dormir.

  • Existe algumas decisões tomadas mediante interesses; e esta decisão do Jatene de investir pesado no pleibiscito, foi totalmente pensando em dividir a fatia do bolo. Deixou nos do Oeste e os amigos do Sul do Pará a ver návios. Mas lhe esperamos nas urnas em 2014.

  • Somos sabedores, que os nossos impostos foram usados contra a nossa gente que queria se libertar e ser independente. Mas mineiramente vamos comer calado.

  • O Paulo Rocha tem uma pesquisa feita pelo Governo Federal no Estado do PA, que Helder BB está tecnicamente empatado com Simão Jatene, já o Ministro da Saúde Alexandre Padilha já aparece com 10% dos votos.

  • Amigo Jorge Moraes, com toda certeza nunca teremos “cota mocorongo”, nos outros centros temos santareno e paraenses estudando lá. Agora sobre o “engolir sapo”, quem fosse o governador na epoca da plebiscito jamais iria apoiar a separaçao do estado, pense, se estivesse aqui o Obama, Lula, Dilma, Papa, os Reis da; Espanha, Inglaterra, Japao, Jordania, etc. e todos os estadista do mundo fazendo propaganda pelo SIM, mesmo assim, o SIM pelo Estadodo Tapajos nao seria o vitorioso, afinal, todos sabemos que era uma “luta” de propoções diferentes, eram 2 milhoes(Tapajos e Carajas) contra 4 milhoes(Parazinho), e mais, se vc fosse de Belem vc nunca iria votar pela separaçao. Pense.

  • Pedro Penoso até reconheço o teu trauma politisocialfratertendencipartidarismo, não sol do lado do Jatreme e nem do seu lado, até porque alguns da Turma do caPeTa, eram contra o estado do tapajós e hoje querem levantar bandeira pra defender o interesse do grupo, é sacanagem. afinal de contas O SOL NASCE PARA TODOS, e principalmente pra essa turma que se forma e para toda Santarém tambem. Advinha quem é meu candidato?

    • Nada cotra a formatura dos médicos. Agora Jatene (O HOMEM DO NÃO) Paraninfo? é demais para os Tapajônicos! Quanto ao seu candidato… Vote em que você achar o melhor!

  • So em pensar em entregar, que Deus nao deixe, o Estado naos do filho de JB, fico ARREPIADO. parabens aos novos medicos.

  • mas como são complicados esses mocorongos !!! se a governador não aparece nesse ass of the world reclamam !!!! e quando o governador vai reclamam também !!!! égua siri !!!!

  • Deixem desse nhe-nhe-nhem de “ele disse Não ao Tapajós”, “só em Santarém ele é paraninfo” etc. O fato é que Santarém É Pará, e vai continuar sendo, e que o Jatene É governador do Estado e ponto final! Ele tem os créditos sim de formar esses médico porque FOI ELE QUEM PENSOU E QUIS ESSE CURSO AQUI PELA UEPA!!! Parem também com esse complexo de inferioridade que muitos de nós tem: “ai, as vagas são nossas…”, “eles são de fora…” etc. Gente, é o TRABALHO e o ESTUDO que muda o mundo! Prova disso é que cada vez mais alunos de Santarém ocupam as vagas de medicina daqui. Outra coisa: é perfeitamente natural que gente de outros estados, e principalmente de outras regiões do Pará ocupem vagas aqui! É assim na UEPA de Santarém e é assim nos cursos de medicina de todo o Brasil… Sou santareno, mas não sou movido a emoções e romantismos baratos de “Tapajós Forever”!!! Se queríamos nos dividir é porque faltam políticas públicas estaduais, e é de demonstrações e TRABALHO como o mostrado pelo Governador Jatene e a UEPA, além dos alunos do Curso de Medicina que precisamos! Parabéns a todos!

  • Realmente é uma pena. Quando vejo santarenos defendendo um governador que deu uma dedada nos mocorongos durante o plebiscito, tenho certeza que o Tapajós nunca sairá do papel. Claro que não estou contestando o fato de vir em Santarém, mas ficar tratando ele como o redentor só pq atendeu uma reinvindicação antiquíssima dos santarenos, me poupe né!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *