Do leitor(a) que se assina Madija, sobre o post Elites, esgotos e Alter do Chão, da lavra de Tiberio Alloggio:

Tibério,

Você colocou na pauta um debate de grande importância que é o saneamento ambiental das nossas cidades.

Nós temos que parar com essa idéia que toda a responsabilidade para resolver os problemas é do poder público. Quando é que vamos entender que o cidadão também tem responsabilidades nesse processo?

De qualquer forma, nós já avançamos bastante no aspecto da coleta de lixo que era até seis anos atras um problema que a população não tinha uma resposta de ninguém. Hoje, a Prefeitura de Santarém está de parabéns pelo serviço de qualidade que vem prestando na coleta de lixo.

Por outro lado, precisamos separar o joio do trigo. Vejam: o esgoto da minha casa eu não posso destinar pra rua. Pelo legislação ambiental e o Código de Postrura, é de minha responsabilidade construir um sumidoro. Então, no caso de Alter do Chão, de quem é a responsabilidade para dar o destino correto dos seus esgotos e águas servidas? O poder púiblico ou os detentores de mansões nessa localidade?

De qualuer forma é importante também ressaltar que cabe ao poder público cobrar e fiscalizar o cumprimento da lei; lamentavelmente no caso de Santarém não funciona porque o gestor da Secretaria Municipal de Meio Ambiente é um dos detentores de mansões a beira do lago de Alter do Chão, logo ele não tem interesse de fazer nenhuma fiscalização ou punir quem está comentendo infração.

Nesse sentido, o Tibério tem toda razão: a responsabilidade pelo cuidado do meio ambiente é de todos; mas a elite reacionária de Santarém acha que o poder público deve estar a seu serviço realizando ações que é de sua responsabilidade. Um dia isso vai acabar!

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

5 Comentários em: Saneamento e cidadania

  • Madija. Quer dizer que o saneamento da cidade é agora da responsabilidade do cidadão? Que a coleta do lixo é exemplo? Procure saber qual é o valor pago pra Clean? Uma empresa que só faz faturar, nunca fez uma campanha de educação do povo quanto ao jogar lixo, cidade limpa não é a que mais se limpa e sim a que menos se suja. E a coleta é básica, não tem novidade nenhuma, fora as poucas lixeiras, a maioria quebradas.
    E as mansões das elites que ficam na beira do lago de Alter? Se voce prestar atenção 90% são de petistas, de gente ligada ao governo, começa com a do Inacio Correa secretário de governo e termina com a do Laudeco, dedo duro maior do PT na vila de Alter. Essa é a elite reacionária que você fala?
    E as únicas razões que o Tio Bério tem é quanto aos charutos cubanos que ele fuma, os vinhos italiano que ele bebe, e a piscina da mansão que ele mora…rs…De resto, não tem razão de nada!

    • Madija.

      Não leve a mal o Skrotinho. Ele não é do mal, apenas não sabe o que diz.

      Ele é daquela geração que já “entregou” Santarém para todos aqueles que gentilmente lhe dão uma gorjeta.

      É por causa de gente como ele, que hoje Santarém, mais que a uma “perola” se aparenta mais a um grâo de soja.

      E infelizmente Alter está trilhando o mesmo caminho.

      Tiberio Alloggio

      PS
      Só não leve a sério seus comentários. Para ele tudo é culpa do PT.

  • Concordo com o comentário feito pelo Madija, pois até onde tenho conhecimentos as galerias feitas em Alter-do-Chão ou Santarém, são destinadas às águas pluviais (chuva), e nenhum cidadão tem o direito de utilizar essa rede para escoar o seu esgoto doméstico. Mas também creio que seja de responsabilidade do poder publico a fiscalizar e coibir esse tipo de prática, aplicando inclusive multas por crime ambiental.

  • Enquanto ficarmos discutindo responsabilidades, não entre cidadão e governante, mas, sim, quem foi o governante que fez mais ou menos. Enquanto cidadão devíamos ter vergonha de nos acostumarmos a vivermos em meio ao lixo, basta uma visita pelos bairros da cidade. Culpa da populaçao?, do poder público?….sim, de todos nós. O problema é que nunca teremos solução enquanto a discussão ficar partidária. Deveríamos enquanto cidadão exigir uma cidade mais digna nos seus serviços públicos, com mais limpeza, enfim, que não nos envergonhasse em exibi-la e que a cada volta, ficassemos orgulhosos de suas melhorias. Tudo começa pela abertura dos portões escolares.

  • E VERDADE , MAS QUEM VAI FISCALIZAR ?

    O PODER PÚBLICO GARATO QUE NÃO VAI , POIS SE ELES FISCALIZAREM PERDEM VOTO , ENTÃO ELES DEIXAM COMO ESTÁ .

    INCLUSIVE QUEREMOS QUE SANTARÉM SE TORNE CAPITAL COM ESSE BANDO DE ESGOTO A CEU ABERTO , QUE IMPACTA ATÉ MESMO NO TURISMO .

    VOCÊS ACHAM QUE OS GRINGOS QUE CHEGAM A SANTARÉM VÃO GASTAR DINHEIRO COM COMIDA VENDO ESSA PORQUEIRA DE ESGOSTO .

    TEMPOS ATRAZ, EM UM DOS ESGOTOS NAS PROXIMIDADE DE UM HOSPITAL DE NOSSA CIDADE CHEGARAM ATÉ MESMO ACHAR PLACENTA .

    E DEM QUE É A CULPA ? , E DO PROPRIETÁRIO DO HOSPITAL OU DO PODER PÚBLICO .

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *