BR-163. Foto: Alailson Muniz

Frente de trabalho na BR-163 feita pelo 8º BEC. Foto: Alailson Muniz

No site Midia News

A previsão do Governo Federal de concluir ainda em 2012 a pavimentação da BR-163 ligando os estados de Mato Grosso e Pará não deve se cumprir.

Isto porque até o primeiro semestre deste ano apenas 48,2% dos 1.089 quilômetros em execução entre as cidades de Guarantã do Norte, a 721 km de Cuiabá, até Santarém (PA) foram concluídos. É o que indica o Movimento Pró-Logística, formado pela junção de várias entidades do setor produtivo mato-grossense.

A maior extensão em obras localiza-se dentro do território paraense, enquanto em Mato Grosso, os 50 km ligando Guarantã do Norte até a divisa com o Pará já foram finalizados.

O andamento dos trabalhos nas regiões promete ser um verdadeiro desafio. Em meio à rodovia dois contrastes se sobrepõem. De um lado, o asfalto levando desenvolvimento econômico para as cidades localizadas às suas margens. Em outro extremo, muita terra, poeira e lama nos trechos sem pavimento.

Leia mais em Com 48% das obras prontas, asfalto da de rodovia não ficará pronto em 2012.

Leia também:
China tem US$ 10 bilhões para ferrovia da soja.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

4 Comentários em: BR-163 não será concluída em 2012

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • negura disse:

    É de se lamentar que tem muito dinheiro rolando para o asfaltamento da santarém cuiabá e acredito eu que muito mau fiscalizado pelos orgãos competente acho que o DENIT, porque teriamos que saber o porque dos atrasos e do não cumprimento dos contratos das empresas que ganharam as licitações das obras.

  • Glaucyo disse:

    PT promete e não cumpre

  • José disse:

    Nem em 2013…

  • João Guilherme disse:

    Tudo igual. Nova!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Durante 40 anos escuto, leio e vejo a mesma coisa. Quando vai mudar a situação?
    Sempre o Mato Grosso cumpre sua parte.
    No Pará do Parazinho NADA!!!!!!!!!!