Pontes na PA 254. Foto: Wildson Queiroz

Situação em que se encontra um das pontes da PA 254. Foto: Wildson Queiroz

Desde as 10h de hoje (28), a PA 254, próximo a cidade de Alenquer, se encontra interditada.

Moradores de comunidades localizadas às margens da rodovia é que realizaram o bloqueio, impedido o tráfego de veículos neste perímetro.

Há poucos dias, o blog, em reportagem de Wildson Queiroz, denunciou as péssimas condições de trafegabilidade da rodovia estadual.

Com 288 km de extensão, a PA 254 é o principal eixo rodoviário da região oeste do Pará. Interliga 10 municípios da região da Calha Norte.

Leia também:
Prédio da Prefeitura de Alenquer é desocupado.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

6 Comentários em: Abandonada, PA 254 é bloqueada em Alenquer

  • É o fruto da grande parceria entre, o governo do estado do PARÁ, por tanto bem longe de Alenquer, e o grande prefeito JP. Só o povo pode mudar essa situação. A compentencia de reparos nas pontes e na PA não é privativa do Govenro do Estado é uma competência comum ao Estado e ao Município.

  • As estradas estaduais tem que ser priorizadas. Imaginem o tanto tem de produção encalhadas por causas das situações delas? Um absurdo! E ainda pensam no asfaltamento da BR 163, pra que? Se não produzimos nada. Não sou contra, por favor, mas ainda acho que a prioridades principal seria as estradas estaduais que interligam o Baixo Amazonas. Assim com está nós nunca produziremos riquezas para exportar quando a BR 163 estiver asfaltada. Em vez de Santarém/Cuiabá será Cuiabá/Santarém, pois só importaremos ou seremos sempre um corredor de produtos do Sul e de Manaus.
    Queremos ser Estado do Tapajós? Então vamos arregaçar as mangas e criarmos uma maneira de resolvermos esses problemas das estradas estaduais, a bandeira do Estado do Tapajós não pode ficar somente como bandeira eleitoral, temos que torná-lo realidade logo, independência é isso! Reúne a economia local e asfalta elas. Oras pois!

  • Ficaria melhor a informação, a matéria pavorosa se fosse dito q/ além do inverno rigoroso castigar toda essa região (Santarém ÁREA URBANA está só buraco!) , esclarecer tbm p/ todos q/ o PMDB ficou com a pasta q/ trata das estradas estaduais inclusive pontes como ESTA DA FOTO.
    As pessoas q/ dirigem órgãos deste setor são todas do PMDB.
    Parceria do PSDB do Governador Simão Jatene c/ o PMDB do Jáder Barbalho, AMBOS SE DÃO MUITO BEM , GRAÇAS A DEUS! Vejam q/ não é somente a Presidenta Dilma q/ goza da parceria c/ o PMDB! Política é assim mesmo.
    Quem É QUEM P/ FICAR JOGANDO pedra nos outros OU se fazer de desentendido????? Já olhou no seu telhado q/ é de vidro, tem uns inclusive q/ são de palha se pegar uma faísca NÃO SOBRA NADA!!

  • Jeso quem dirige o SETRANS em Alenquer e o DR OTAVIO LOBATO que antes era secretario de infra estrutura do Joao Piloto logo a indicaçao para o setrans tambem e dele,Com o aval do Dep Megale e do Lira Maia pois o substituto do Otavio lobato e o PAULO MACEDo que e o homem de confiança do LIRA MAIA em Alenquer e na ultima eleiçao conseguiu muitos votos para o Lira em Alenquer.Deveriam ter interditado a estrada quando o Jatene passou em Alenquer para fazer campanha para o JOAO PILOTO.

  • Senhores e Senhoras.

    Vale ser Parazão? Tem que ser Parazinho!!! Vamos dividir!!

    Temos pontes que durante o verão os barcos não passam por pouca altura da ponte e durante o inverno fica dentro da água.
    Solicitamos atenção para as construções de pontes:
    – Altura com relação a maior enchente, para não ficar em baixo da água durante as cheias e para não impedir o ir e vir dos barcos durante o verão e inverno.
    – A construção em concreto pré-moldado pode diminuir em muito o tempo de construção.
    OBS. Na região próximo a Belém há pontes que foram construídas em concreto pré-moldado, logo caso não seja possível fabricar na região Oeste, as peças poderiam ser fabricadas em Belém e transportadas de balsa para a região.
    Com boa vontade há solução.

  • Enfim a população resolveu acordar e cobrar mudanças na infra-estrutura da nossa ”Princesa do Surubiú”.

    É uma vergonha andar pelas ruas, estradas, praças e bairros de Alenquer. Nada foi feito nesses três anos e quatro meses de um mandato cheio de negociatas e fraudes.

    Espero que com essas cobranças esse prefeito que quer voar para o progresso, mas, voa apenas para o progresso dele mesmo, faça algo de bom. Pelo menos nesses últimos meses que restam de mandato.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *