Apoio do PPS à candidatura de Climaco pode gerar intervenção em ItaitubaAntonio Kaiser, Climaco e Jordy, rusgas no PPS em Itaituba por conta do apoio ao PMDB

Se o PPS de Itaituba decidir apoiar a candidatura a prefeito de Valmir Climaco, do PMDB, o diretório estadual do partido vai intervir no município.

O recado foi dado pelo deputado federal Arnaldo Jordy, da cúpula da sigla no Pará.

Leia também – Na aliança para reeleição de Von, PEN realiza convenção hoje em Santarém.

“Estamos pagando pra ver”, declarou ao blog, há pouco, o presidente do partido em Itaituba, Antonio Kaiser, cujo mandato só expira em 2017.

Em entrevista ao jornalista Evandro Correa, Jordy explicou os motivos da possível intervenção.

“Não podemos apoiar alguém cuja conduta bate de frente com a ideologia do PPS, pautada na democracia, ideias e garantia de direitos dos cidadãos”, disse o parlamentar, referindo-se a Climaco.

Em abril deste ano, Jordy elogiou no plenário da Câmara dos Deputados a iniciativa do MPF (Ministério Público Federal) de processar o ex-prefeito itaitubense por improbidade administrativa e leu, na tribuna, a ficha corrida do peemedebista.

Confira no vídeo abaixo.

Para Antonio Kaiser, se o PPS optar pela intervenção irá “ultrajar nossa respeitabilidade e autonomia”. Ele não enxergar perspectivas do eleger vereadores na coligação que apoia a reeleição da prefeita Eliene Nunes e nem da tucano Ivan D’Almeida.

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

15 Comentários em: Apoio do PPS à candidatura de Climaco pode gerar intervenção em Itaituba

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

  • Neto disse:

    Chico Correa, pau que bate em Chico tem q bater em Francisco tbm. Se a delação do Sérgio Machado, acusando o Temer de receber propina, aparece para vc como prova irrefutável da participação dele no esquema de corrupção, a delação do João Santana tbm tem q ser considerada prova cabal da participação da futura ex-presidente no esquema de caixa dois da sua eleição, afinal, e vamos além, Cervero afirmou com todas as letras q a dita cuja sabia do mega esquema de corrupção na compra da refinaria de Pasadena, portanto, por essa lógica que vc acabou de nos presentear, Dilma é culpada nesses casos de corrupção, ou então teremos o seguinte: Delação acusando Dilma é golpe, delação acusando Temer é inquestionável prova de culpa. P.s. O Temer ser inelegível por uma doação de 16 mil, q ele mesmo fez com recurso próprio e a futura ex-presidente nem sequer responder a uma ação na justiça eleitoral com uma avalanche de denúncias de caixa dois na sua campanha, oriundos da extorsão praticada por seus correligionarios junto as grande construtoras é um tanto estranho.

  • raimundo disse:

    O Michel Temer RESPONDE sim processo em São Paulo, inclusive, TA NA FICHA SUJA decisão tribunal de justiça de São Paulo

  • Neto disse:

    Não, o Temer cometeu um crime assim como a futura ex-presidente e ela assim como ele deve ser punida nos rigores da lei. Para o mesmo peso deve haver a mesma medida.

  • J. R disse:

    Só mais uma saco de gatos dessa política repulsiva e repugnante.

  • Dayan Serique disse:

    O PPS não possui cacique ou chefe, seja ele deputado Federal ou Estadual ou qualquer outro tipo. Possuímos um presidente e também um Diretório Estadual e uma Executiva que por principios, respeitam as decisões dos Diretórios municipais.
    Teria eu todos os motivos para ser contra esse apoio, mas tenho que respeitar as lideranças locais, são eles que operam o partido e sabem a realidade política. Não posso misturar questões pessoais com políticas, principalmente em município onde tem Diretório. Ameaça de intervenção em Itaituba não foi bem recebida pelos demais municípios da regiao e na condição de vice-presidente condeno qualquer tipo de intimidação ou outros meios que vão de encontros a democracia!

    1. Neto disse:

      Ou seja, lembrando a máxima do ex-presidente Lula “pra vencer uma eleição, vale fazer o diabo”!

  • Jose Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

    PPS não tem moral de intervir em lugar nenhum! Qual a diferença em apoiar esse prefeito e o presidente interino “Mishell” Temer?

    1. Neto disse:

      Muita!!! Até onde sei o Temer não responde a processo por improbidade administrativa como o candidato a prefeito ou processo por crime de responsabilidade como a futura ex-presidente por ter autorizado pagamentos através de decretos sem a aprovação do congresso.

      1. Jose Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

        Não sei se vale a pena interagir contigo, mas vou tentar:
        Vai ai um aperitivo: Segundo o TRE de SP, o interino Mishell Temer está inelegível por 8 anos e não cabe recurso.

        1. Jose Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

          A titular afastada, não tem nenhuma acusação juridica contra ela, tem o golpe, claro, ai você acredita.

          1. Neto disse:

            Mas não é acusação de improbidade ou crime de responsabilidade. E bem, se 16 mil reais não declarados ou declarados de forma indevida, haja vista que esse valor, segundo a declaração do candidato a justiça eleitoral, era do próprio candidato. Imagina os 4,5 milhões de dólares que o marqueteiro João Santana confirmou que recebeu pela campanha de 2010 da futura ex-presidente no exterior através de caixa dois, oriundo de propinas sobre negócios realizados pela petrobras no exterior. Será que dá alguma coisa?

          2. Jeso Carneiro disse:

            Neto, o Temer cometeu crime, assim como João Santana. Ambos devem ser, pois, penalizados.

          3. José Francisco Guimarães Correa (Chico Corrêa) disse:

            O Neto consultou o site do TRE, assim que faz, mas para um debate não vale só isso, contra o interino Mishell há várias delações. Será que ouviu a delação do tucano Sergio Machado ex-presidente da Transpetro que se encontrou com Mishell no aeroporto de Brasilia a pedido deste para que Machado lhe aliviasse uma grana para campanha do Chalita, nesse conversinha levou R$ 1.500.000,00. Além disso teria recebido da OAS de Leo Pinheiro R$ 5.000.000,00 e na Operação Castelo de areia, a Polícia Federal encontrou documentos que citam Mishell 21 vezes, sobre esse caso em outro debate posso debulhar para você, Neto.
            Para de só ler a Veja e assistir a Globo.