Diplomas falsos na Semed: duas promotoras do MP investigam o caso, Promotoras e secretária de Educação

As promotoras Maria Raimunda e Lilian Braga, e a secretária Marluce

O derrame de diplomas falsos na Semed (Secretaria Municipal de Educação) em Santarém, gestão de Marluce Pinho, entrou no radar não de uma, mas de duas promotoras de justiça do MP do Pará.

Além de Maria Raimunda Tavares, quem está atuando caso também é Lilian Braga, da área de educação.

São elas que estão tirando os esqueletos do armário do caso.

O portal Jeso Carneiro apurou que ultrapassa a 9 o número de servidores que apresentaram diplomas falsos para conseguir vaga na Semed, em setembro passado.

E o pior: com a cumplicidade de gente de dentro da secretaria.

O derrame de diplomas falsos saiu das sombras logo depois do prefeito Nélio Aguiar exonerar Flora Costa da Coordenadoria de Educação Infantil da Semed.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *