Blog do Jeso


Bandeira do Tapajós

Foto: Paulo Costa

Do administrador Paulo Costa, pelo e-mail do blog:

Jeso,

Estou te enviando o desenho da bandeira do Estado do Tapajós por mim criado. Passo a explicá-la essa formatação. O amarelo ouro representa o rio Amazonas, que corta o estado de Oeste a Leste. Seu significado para o novo estado é a riqueza, o alimento e sustento.

O azul royalé é referência ao rio Tapajós, cujo nome é também o do Estado que queremos criar. Representa a beleza do povo e a natureza. Ele começa no Oeste e desemboca no Amazonas.

O verde representa a floresta os seus significados, e o compromisso do povo tapajônico com a preservação do seu futuro.

A estrela branca (presença em quase todas as bandeiras de estado brasileiro) no meio da bandeira representa o espírito hospitaleiro e o bom caráter do nosso povo, ao mesmo tempo o compromisso de paz tanto entre o povo local como também com os estados vizinhos.

Leia também:
Saudade do futuro.
Logo do Tapajós.
Tapajós é integração e não separatismo.

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

72 respostas a Bandeira do Tapajós

  • Eduardo Monteiro disse:

    Nossa, não acredito que vocês estão cometendo esse absurdo em postar até uma bandeira de um Estado que nem existe! É bom continuar agindo dessa forma, o Pará vai acabar com os separatistas nas urnas. A propósito, o único Estado com uma estrela solitária será sempre o Pará, mais respeito!

    • Anônimo disse:

      Outros estados com estrelas solitárias nas bandeiras: Acre, Maranhão, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Piauí, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Tocantins.
      Nem para defender o que vai restar do Pará esse pessoal sabe o que fala…
      E vamos ver o que vai sair das urnas… Viva o estado do Tapajós!

    • Nabucodonoso disse:

      O que é separatista? é quem separa a maior parte da renda de um estado e investe somente na capital? Me responda outra, aposto que você esta em Belém. por que somente o povo de Belém é contra a criação do Estado do Tapajós, será incompetência? Você quando viaja de férias vai conhecer o Pará ou o Nordeste? Você tem opinião formada ou é maria vai com o que passa na TV?

  • evandro disse:

    so uma estrela fica muito feio,algo relacionado ao PT, porque nao colocar a quantidade de estrela que venha representar cada municipio que ira formar o novo estado. è so uma opiniao

  • Socrates disse:

    Muito interessante a bandeira e sua descrição, mais desse geito não vai sair estado nenhum, parece ser uma pretenção de alguns santarenos que querem cargos politicos para eles tão somente!

  • Lanterna dos afogados! disse:

    Incrivel, enquanto discuti-se cor de bandeira,(Que relevancia tem isso no bucho dos lascados?) nossa cidade e uma merda e os politicos ladrões que cotrolaram o novo estado ( Eu votarei contra) e a mesma corja que prega esse monte de balelas…(são paxás em Brasilia, Belém e Aqui na camara)
    Abaixo a hipocrisia e politicos ladrões!
    Educação para os nossos currais!

    • Moacyr Mondardo Junior disse:

      Jeso, sou favorável a criação do estado do Tapajós.

      O texto do coordenador do projeto Saude e Alegria sobre o plebiscito foi muito bem escrito e reflete a necessidade de trabalhar essa questão não como uma disputa, mas sim como um momento de construção, de criar algo novo.

      Além disso, precisa-se refletir que essa nova unidade da federação para conseguir atingir efetivamente seus objetivos, precisará trilhar caminhos diferentes dos que outras unidades como os ex-territórios trilharam, com problemas como o empreguismo e a falta de planejamento nas ações de seus governos.

      Entendo que a redivisão territorial do estado do Pará será um avanço para todos os envolvidos, e principalmente para o novo estado do Pará, pois se evoluirá de uma situação onde a atual conformação não permite uma ação efetiva do governo em todo seu território,para um estado que terá diante de suas novas dimensões uma capacidade muito mais real e presente, haja visto os grandes problemas da região metropolitana de Belém, inchada hoje com o êxodo de diversas outras áreas. A redivisão vai tirar essa pressão de imigração para essa região.

  • Terra tribal disse:

    Com todo respeito é feia, a concepção está legal, mas estéticamente é feia. E mudando o foco esse nome Tapajós ainda não engoli e muito menos Santarém ser a capital e não diga que não devemos entrar nesse assunto ainda porque se Juruti for a capital aposto um milhão se os santarenos iam apoiar!

    • Demócrito disse:

      E claro com certeza você é de Juruti.

      Concordo que temos que ser não só democrático como justos, se for de consenso da maioria que Santarém não deva ser a capital do Tapajós, acho mas que justo que seja escolhida uma outra cidade. O que nós santarenos (é claro) defendemos é que Santarém é naturalmente a cidade mais central e com melhor infraestrutura, mas nada impede por exemplo que Rurópolis tambem seja uma boa alternativa.

      Mesmo assim, precisamos nos unir e lutar a favor do estado! Depois decidiremos governador, capital e deputados…

  • Marcos disse:

    Alguem aqui gosta de paraenses? sou do Tapajos e nao do Pará!

    Vamos acabar com os paraenses e deixar Belém tao pobre como todo esse tempo eles nos deixaram….

    • Abreu Santana disse:

      Me admiro do blog aceitar um comentário tão xenofóbico quanto o desse elemento! Antes de tudo, somos uma nação chamada Pará! Mais respeito com o povo do Pará! Depois, o povo de Santarém fica com esse mimi com Belém! Ridículo, valeu blogger!

      • Linguarudo disse:

        A nossa bronca não é com o povo do Pará, ao qual ainda pertencemos. A nossa bronca é com os políticos e a política paraense, cujos benefícios sempre foram historicamente mal distribuídos. Sempre fomos tratados como marginais pelos Governadores e pela Assembléia Legislativa, a despeito de nossa fatia de arrecadação ser considervelmente grande.

  • Ricardo disse:

    Meu Deus, que sandice é essa.
    Povo de Santarém, acho que já começamos querendo dividir o “ESTADO DO TAPAJÓS” também. Porque que tem que ter cor Azul do Rio Tapajós e não pdoe ter o Rio Tombetas de Oriximiná, alguma coisa relacionada aos Pauxis de Óbidos ou ao Festribal de Juruti.
    O Povo de Santarém, parece que pensa no Estado, apenas como s só existisse Santarém.
    Parém com isso, senão já vamos pensar em redividir o que ainda não foi dividido.

    • pararicardo disse:

      Por causa do nome do estado que estão propondo. Se fosse plebiscito para Estado do Trombetas ou do Xingú provavelmente a pessoa tentaria representar estes rios. E o Amazonas é hour concur. ERRRRRRRRRRRRRRRRRR

  • Paracelso disse:

    devagar com o andor… Já apresentaram um hino… já escolheram a bandeira… Essa postura arrogante afasta votos pró separação/emancipação nas cidades vizinhas. Estamos passando uma imagem extremamente negativa de que trabalhamos pelo Estado de Santarém, e não pela região. Estado Tapajós já… mas com bom senso e equilíbrio. Antes de mais nada, vamos envolver, convidar e abrir espaço para todos os municípios que comporão essa nova UF.

  • Santareno exilado disse:

    aCHO QUE AO INVÉS DE UMA ESTRELA COM ESSE SIGNIFICADO, DEVERÍAMOS COLOCAR UMA ESTRELA PARA CADA MUNICÍPIO QUE FORMA O NOVO ESTADO. DEVEMOS LEMBRAR QUE O ESTADO DO TAPAJÓS NÃO É SANTARENO…

    • Linguarudo disse:

      Oh seu doido!

      Municípios se criam quase todos os anos. Em pouco tempo iria faltar espaço na bandeira. Mas a achei bonita, embora simples.

      • pararicardo disse:

        nao se criam municípios todos os anos, desde um decreto do FHC de 1998 está difícil criar novos municípios, haja vista uma discrepância é é o Distrito de Castelo de Sonhos,que junto com o estado novo de cara já deveria emancipar

  • Ferreira disse:

    A ASSOCIAÇÃO COMERCIAL DO PARÁ (ACP) JUNTO COM O DEPUTADO ZENALDO COUTINHO, (LEIA-SE ESSE COMO INIMIGO Nº 1 DA CRIAÇÃO DOS NOVOS ESTADOS) IRÃO SE REUNIR TERÇA-FEIRA 17 / 05 /11, PARA TENTAR BARRAR O QUE ELES CONSIDERAM MANOBRA POLITICA O PLEBISCITO SER SOMENTE NAS REGIÕES INTERESSADAS.
    TEMOS QUE FAZER UMA MANIFESTAÇÃO, PARA QUE O PLEBISCITO SEJA SOMENTE NAS REGIÕES INTERESSADAS OU ENTÃO SEREMOS ESMAGADOS PELA CAPITAL E REGIÃO METROPOLITANA. POIS SABEMOS QUE O MAIOR COLEGIO ELEITORAL E DESSA REGIÃO.

    SEGUNDO GEOVANE QUEIROS DEPUTADO DE CARAJÁS, O POVO DE BELÉM TEM “CONCIÊNCIA” DA DINAMICA DIFERENTE EM TODO O ESTADO. O PARÁ AINDA TERÁ:
    80% DAS INDUSTRIAS;
    70% DAS EMPRESSAS DE SERVIÇOS;
    80% DA MALHA RODOVIARIA, RESERVAS DE CASSITERITAS, CAULIM E ESTÃO BEM AVANÇADOS EM ESTUDOS QUE BUSCAM RESERVAS DE PETROLEO NO LITORAL DO PARÁ.

    A DIVISÃO PODE GERAR 3 ESTADOS AINDA MAS POBRES QUE O ATUAL PARÁ?
    R: A REDUÇÃO DAS DIMENSÕES TERRITORIAIS SERÁ UMA DAS PRINCIPAIS VANTAGENS DA DIVISÃO.”GESTOR NENHUM, POR MELHOR QUE SEJA, VAI CONSEQUIR FAZER UM BOM GOVERNO NUM TERRITÓRIO TÃO GRANDE COMO ESSE”.

  • Manuel Dutra disse:

    Jeso, com relação a essa bandeira: por favor, arranjem outra. Essa aí, além do desenho feio, parece uma cola, com outras cores, da bandeira do Pará. Por que não abrem um concurso público? Em Santarém e nos demais municípios do Oeste há excelentes artistas e pessoas com boas idéias.

  • Jose Francisco Guimarães Corrêa (Chico Corrêa) disse:

    Concordo que surjam outras idéias e que se faça uma votação para a se chegar à melhor escolha na opinião da maioria, porém não vejo nenhuma conotação barrista pro Santarém nesse modelo do Paulo.
    Quem deveria se pronunciar através deste blog é a comissão, comitê ou organizadores pro criação para amenizar essa discussão boba de onde vai ser a capital, cor de bandeira etc. Já vencemos uma etapa, o plebiscito, agora precisamos confirmar no voto a criação dos estados e só depois vamos conversar onde e como vai ser a capital.
    Saudações tapajônicas

    Chico Corrêa

    • migmatico disse:

      não se preocupe, o buraco mesmo virá com a primeira governadora do Estado do Tapajós interina, não se sabe muito dela, só sei que ela já foi prefeita de Santarém.

  • PROF. PAULO COSTA disse:

    Todos sabem que nem o nome do Estado ainda não foi definido oficialmente pois nem criado foi assim também será a capital, esta discussão vamos deixar para depois da criação, a ideia de criar esta bandeira não foi com intuito de ela ser escolhida como a bandeira oficial do novo estado, apesar que seria para mim se caso esta fosse a escolhida uma grande honra. O importante ai é criar sim um momento de discursão e mesmo o estado do Tapajós não sendo um estado de direito mais pelo menos em nossos sentimentos já temos um estado de fato.
    Só pra complementar até meus cartão de visita eu coloco SANTARÉM – TAPAJÓS-AMAZÔNIA – BRASIL, este final de semana fiz umas camisas com a bandeira e coloquei a seguinte frase: TAPAJÓS, ESTA É A MINHA BANDEIRA. Muitas pessoas gostaram e encomendaram para mim e é bem provável que neste novo final de semana já tenhamos pelo menos 15 pessoas usando a camisa. Eu também já pensei em fazer adesivos e presentear os amigos.
    E que cada um crie a sua bandeira e vamos a luta pelo novo estado.
    Abraços Tapajônicos.
    Prof. Paulo Costa

  • marcos di paula disse:

    A farofa do Estado do Tapajós está feita, já temos nome de Estado, Bandeira, Capital, representantes na Copa do Brasil, Governadores, Deputados Federais e Estaduais. Alguém tem um HINO por ai dano bobeira até que seria interessante né! Na corrida pelo Estado todos querem uma fatia desse enorme bolo e todo esse preciosismo pode levar os eleitores ao cansaço devido o inchaço e a fadonha midiática sobre o tema. Não devemos esquecer que estamos prestes de votar sobre o sim ou o não da criação do ainda chamado ” Estado do Tapajós”. O foco é isso, plebiscito. sim ou não ao futuro ESTADO? o resto é resto.

  • Telma Amazonas disse:

    Então, não gostei muito do desenho, mas parabens pela iniciativa de começar a trabalhar. Acho interessante e valioso os comentários a favor da criação, mas acho que ainda estamos avançando pouco, estamos discutindo sobre ser ou não a favor, sentimentos internos, Santarém ser ou não a capital, e como disse o Paracelso, estamos abrindo pano pra manga para não conquistarmos votos da própria região oeste com arrogancia e falta de inteligencia nos argumentos que de fato a favor da Divisão do Estado. Vamos conquistar nossos vizinhos, irmãos do abandoso e descaso, a favor do desenvolvimento da Região, e se nos disserem que não concordam de Santarém ser a capital, vamos ouvir sem comportamentos reativos.

    Sugiro criarmos uma linha de trabalho a favor da Divisão, apenas isso, sem termos Separatistas como se estivessemos simplesmente querendo separar para não sermos mais Paraenses.

    Não podemos morrer na praia.

    abs,

    Telma

  • j_junior disse:

    Ingênua e egoísta essa sua bandeira, mas vale a intenção Paulo, sua visão é muito curta do Estado do Tapajós, quando vi o seu desenho, me deu a impressão de que o Estado do Tapajós para você, é o Estado de Santarém, e por incrível que pareça, não chega nem nas barranqueiras do Maicá.

    O desenho é tão ingênuo que qualquer criança que faça hoje algum rabisco sobre o Estado do Tapajós consegue ser melhor que essa sua descriancice. Dentro do novo Estado Paulo, vai estar o maior município do mundo que é Altamira, banhado pelo rio Xingu e o segundo maior do mundo que é Oriximiná banhado por três Rios, o Trombetas, Nhamundá e o Amazonas.

    Terras muito ricas e de gente famosa como Almeirim da Joelma do Calypso, as pinturas rupestres de Monte Alegre, as pedras interessantes de Alenquer, os Campos Gerais do Trombetas e assim por diante.

    Mas para gerar confusão está ótima, observando atentamente o verde que representa a mata, me remeteu imediatamente ao tamanho da devastação, as águas estão infinitamente maior que a floresta na sua visão de Estado, é equivocada, pois no Novo Estado, o verde é predominante, a floresta do Estado Tapajônico é maior que os rios e igarapés, dos municípios que vão compor sua formação, basta observar os mapas.

    Outra coisa, o rio Amazonas representado aí na parte superior, parece ser o maior rio do Estado do Tapajós e não é, pois é o Teles Pires que nasce no Mato Grosso formando o Tapajós ao entrar no antigo Pará, desaguando aqui no Amazonas e o Xingu que corre na parte leste, esses são os dois maiores rios do novo Estado.

    Para finalizar, está tudo errada suas representações gráficas, ‘ZERO’ para sua bandeira, pois não entendi qual é dessa estrela, para imitar o Pará? Não pode ser uma lua? Ou um sol, raiando como um novo despertar de um povo?

    Vocês está igual o Eduardo Dourado, fazendo as coisas na tora, sem pesquisa, tudo de maneira amadora e boba… passe bem, mande outra que quero fazer mais confusão!
    J_junior!

    • Edson disse:

      Na ânsia de ofender alguém, J_junior acabou por fazer críticas MAIS CURTAS ainda do que a proposta de bandeira acima apresentada.

      Bandeiras que representam belezas naturais ou acidentes geográficos são o tipo mais ridículo de bandeira que existem, são bandeiras de um povo de mentalidade curta, infantil. “A minha bandeira representa um rio que tem lá, uma floresta que tem lá, um bicho que tem lá…”. Isso é coisa de criança, é representar o que se vê.

      Uma bandeira deve representar o que NÃO SE VÊ, as qualidades de um povo, o símbolo só o é de algo abstrato, não de uma coisa física. Ou alguém acha que a bandeira da França é “azul do mar, branco da pele das francesas antes de tomar sol e vermelho da pele das francesas depois de tomar sol?”. NÃO!!!

      E ao cara que criticou a bandeira o fez por achar que a proporção do rio em relação à mata tá errada, faça-me o favor, vocês querem uma BANDEIRA ou um MAPA??? Se for assim cola um mapa no mastro, ê.

      E estrelas para municípios são uma péssima idéia. Municípios surgem, e a bandeira volta e meia estará desatualizada. A própria bandeira do Brasil (feia) é um exemplo disso, vão criar Carajás e Tapajós e o Brasil vai ser obrigado a mudar a bandeira de novo. As estrelas tem formas de constelações, constelações tem formas fixas, e os últimos estados criados viraram estrelas soltas (afinal, não dava pra inventar estrelas novas nas constelações do Cruzeiro e de Escorpião). Sinal da falta de estratégia ao criar uma bandeira.

  • MACEDO disse:

    Tem que haver concurso, inclusive já ví uma bandeira que inclusive está com o professor Bernardo, feita pelo Edilson Pereira que é uma belissima bandeira. Jeso por favor peça ao professor para editar no seu blog.

  • Nanda disse:

    kkkkkkkkkkkk, Ridículo esse papo de divisão pra desenvolver
    parece lenda indigena
    ai daqui uns dias vai criar o Tapajós do Sul
    Sou do Oeste mais nunca me iludi com essas promessas politicas, tem ladrão só na espera dessa mamada, Só pra arrumar Santarém pra fazer bonito, será uns 10 anos, 10 anos o Tapajós desassistido e as cidades do interior na miséria
    triste

  • A. ROCHA disse:

    Qualquer especulação sobre símbolos para o possível novio estado do Tapajós é ainda muito prematura. Vamos esperar pelo desenrolar do processo. Há muita água para passar embaixo dessa ponte ainda. Mas, como sonhar não custa nada, que tal se o Tapajós, que tem tudo para ser um estado progressista adote uma bandeira com um visual moderno, inédito, algo em 3D? Eis aí o meu delírio, quero dizer, ideia.

  • A. ROCHA disse:

    Encampando os comentários do j_junior, se formos representar toda a floresta do estado do Tapajós na bandeira, que tal adotarmos uma similiar a da Líbia?

  • Santareno - Com Você disse:

    Jeso, é lamentável nossos politicos, ou melhor, pseudo-politicos.
    Bandeira, hino, capital…. um bando de idiotas isto sim que são estes politicos e esta comisão.
    Outro dia estavam precisando de R$ 350 mil para fazer o projeto, e iam contratar a empresa que fez do Carajás, nem competência tem, um absurdo.
    A campanha pró-estado é tão idiota que qualquer politico, tipo, Zenaldo, Marinor (que é da região) já sabe que não vai dar, e se colocam contra, não por acreditarem, e sim, por estarem do lado da maioria.
    Ainda temos votação no senado, ainda temos de apresentar o projeto, que politicos, comissão e povo que quer ser estado, capital, blá, blá, blá NÃO TEM CONDIÇÕES DE FAZER.
    A campanha é idiota, por trabalhar a população local, ora, BANDO DE INCOMPETENTES, que é da região vai votar sim, independente se for bom ou não, nós temos é de convencer o pessoal do Estado do Pará (remanescente) a votar a favor, não por bondade, mas porque para eles também será vantajoso deixar a banda podre do estado de lado.
    Aos leitores, nós morreremos paraenses, até daqui a uns seis ou mais anos (ISTO NÃO SE COMENTA PELA COMISSÃO, NÃO SEREMOS ESTADO, SIMPLESMENTE, POR A MAIORIA VOTAR SIM NO PLEBICITO), todos os nossos filhos serão PARAENSES, só os que nascerem serão Tapajônicos.
    Quanto a bandeira, acho que devemos adotar o mesmo estilo da que é hoje a bandeira que defedemos, do Pará, só com cores diferentes, representando os rios da região, azuis e amarelados como o Amazonas.
    O nome… bom… este é o que está no projeto, mas também não concordo…
    Antes que terçam comentários… sou favorável a criação do novo estado, e não na divisão do estado do Pará… só lamento que quando formos escolher nossos representantes teremos de optar por esta lástima que aqui está instalada…

    • Cícero disse:

      Bom, cada um com sua idéia, por isso cada cabeça um sentença…

      O comentário acima é lastimável, arrogante e preconceituoso. Seria mais inteligente e humano se o SANTARENO, se for mesmo, pois tenho minhas dúvidas, expor suas considerações sobre o novo Estado, mas acaba agredindo pessoas, o povo todo do Oeste do Pará, a si mesmo além da Língua Portuguesa,,,

      Esse pseudo-comentário e pseudo-análise sobre políticos é resultante de comportamento do povo, infelizmente. Vamos pará se julgar os políticos apenas, o povo é quem elege, é o povo o responsável pelas escolha, ou seja, corruptos apenas os políticos não, o povo tbm, na medida em que se corrompe tbm,

      Bom, a discussão é PLEBISCITO sim ou não: faço poção pela democracia e liberdade, voto SIM!!!!

      Outras discussões: aonde será a capital? Quais serão nossos representantes políticos?

      • Santareno - Com Você disse:

        Sua mente pequena, é incapaz de alcançar o texto escrito. Mas, para você vou explicar um pouco:
        1 – O estado do Tapajós, não será estado apenas por um ‘SIM’ vitorioso nas urnas, de uma pesquisada e verifique o que ainda teremos de andar… lembre-se da eleição que aconteceria em Mojuí.
        2 – Não a arrogância nem preconceito em minha opinião a esta comissão fajuta que hoje defende idéias pequenas. A campanha deve ser sim na região que ainda será Pará, eles, devem pensar que somos a banda podre (como já pensam) e devem ter a certeza que será melhor a eles estarmos longe.
        3 – A pequenês de seu raciocínio não é a do povo, não é a do Oeste do Pará, e não só de Santarém, é, de toda a região.
        Cícero, a novo estado terá uma população de mais ou menos 1,5 milhão de pessoas, se destas, cada uma doasse R$ 1,00, isto mesmo, apenas R$ 1,00, arrecadaríamos muito dinheiro para toda a campanha e projetos que ainda faltam.
        Mas se você gênio da língua portuguesa souber de alguma ação pró-estado que REALMENTE tenha trazido a população à discurssão, me avise…

        • Leo disse:

          Mas blá-blá-blá desse aí Santareno só kkkkkk
          Ei Santareno vai estudar esse discurso pseudo-político já era. Vc aprendeu com quem? com o Pt?:

  • Maria Buchalle disse:

    Concordo que precisamos sim cuidar muito bem e preliminarmente do plebiscito, articulações, votação, etc…
    Mas não significa que não podemos projetar símbolos para o nosso novo estado.
    A Bandeira é uma sugestão, muitas ainda devem aparecer. Mas vamos lá, o importante é difundir informações, acontecimentos, ou seja, vamos falar no assunto para que ele esteja sempre em dia.
    Não vamos deixar esfriar!!!

      • Leo disse:

        Tens razão André, hj olhei no 10+ post comentados e vi que não tema mais uns quatro artigos comentados, colocando assim o post 1º o de Lira Maia… Dá-lhe Jeso é assim mesmo que se faz jornalismo..Parabéns!!!

    • Igor rumo ao tapajos disse:

      quero veer mesmo se nós vamos levar um tombo!!! dia 11 de dezembro vamos jogar na cara da população de belem que é contra o estado do tapajos e carajás!!

      RUMO A VITORIA, RUMO AO DESENVOLVIMENTO …

      QUEM VIVE DE PASSADO É MUSEU,CARANGUEIJO É QUE ANDA PRA TRÁS (8′

    • Anônimo disse:

      Queremos sair dessa tirania dos governantes de Belém que nada fazem pela nossa cidade diante do que representamos em termos requisitivos.

      Espero que mude sua opinião….

      bt

  • Patrick Miléo disse:

    Pessoal contra a divisão estão desesperados, não tem jeito pra vocês não o Sim já venceu, é a vontade da maioria, chega de dependência, vocês como a propaganda diz serão apenas um mísero “Parazinho” é só assim que chamaremos vocês, as riquezas sempre foram nossas, e nada mais justo que deixar vocês sem nada, pois é isso que o parazinho vai ser um nada!!! Estado vergonhoso e estagnado, nunca sairá disso, a corrupção está enraizada em vocês…. Sim Tapajós 77 e Sim Carajás 77 sejam muito bem vindos, as duas novas estrelas do Brasil!!!

  • Ojr Bentes disse:

    Proposta de bandeira para o estado do Tapajós.

    Composta por 4 cores, que vão da esquerda vermelha, passando pelo PSB, (vermelho e amarelo), o PSDB (Amarelo e azul), o DEM (Azul) e o PV (Verde). As estrelas representam os municípios e lógico a centra representa Santarém.

    A cores representam: o vermelho o sangue e o suor do trabalhador, o amarelo, ou ouro, os minerais e riquezas, o azul as águas, e o o verde a floresta.

    O círculo, melhor a esfera, representa o nosso mundo, o Tapajós!!!!

    Alguma crítica ou proposta é só enviar!

    http://ojrbentes.blogspot.com.br/2013/12/poposta4-bandeira-do-tapajos.html

  • Carlos disse:

    A realidade é esta: Não há presença satisfatória de uma política de desenvolvimento, por parte dos governos e políticos do Estado do Pará para a região do Tapajós. Cito um exemplo claro e evidente. Passaram-se quatro décadas: O 8º BEC chegou em Santarém, para abrir e pavimentar a estrada Santarém-Cuiabá. Até hoje os nossos políticos deste Estado não deram a mínima atenção. Com certeza eu afirmo, se tivesse acontecido, dessa estrada estar concluida. O povo dessa região teria outro resultado. O porto de Sanrarém, é reconhecido como o mais estratégico, para o recebimento de grãos de soja, vindo de Mato Grosso. O governo e políticos do Pará, fizeram propaganda enganosa na cabeça dos paraenses, para votarem contra a divisão. A história seria outra. Nos teríamos opções de empregos em outro Estado próximo. Teríamos outro Estado em desenvolvimento, e o Pará receberia forças junto ao Estado NOVO. Seria para somar, e não para diminuir. Eu faço uma pergunta: Qual é o profissional, depois de formado, quer ir para Santarém? Sabem o porque? Porque não é uma cidade igual a Belém ou melhor que Belém. Então voces paraenses: São egoístas, ridículos, e voces mesmos são culpados, querendo interromper o desenvolvimento do novo Estado. O povo do Pará é discrinado pelos povos do Sul. Voces mesmos são culpados. Não devemos ligar para políticos, e apartir de agora sabemos, que esses políticos não querem a divisão, porque a corrupção é fantástica. E quem perde é o povo. O Pará é pobre e continuará pobre, nessa situação. Vamos dividir para desenvolver a outra parte do Estado. Quanto mais dividir, melhor será. Espero que voces reflitam a esse depoimento.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Colunistas
Videos
--------------------------------------------------- ---------------------------------------------------
Canal direto
Canal Diteto
Instagram
Twitter
Sites e blogs
Publicidade