Publicado em por em Eventos

Da assessoria de imprensa da OAB/Pará, sobre o post OAB exclui Santarém de evento esportivo: A OAB informa que a exclusão da cidade de Santarém do Circuito de Corridas de Rua e Caminhada da Instituição deu-se pelo fato de: 1º – A falta de gerência e o desinteresse da Diretoria Interventora da OAB de organizar […]

Da assessoria de imprensa da OAB/Pará, sobre o postOAB exclui Santarém de evento esportivo:

A OAB informa que a exclusão da cidade de Santarém do Circuito de Corridas de Rua e Caminhada da Instituição deu-se pelo fato de:

Jarbas Vasconcelos: OAB - PA
Jarbas Vasconcelos, nº 1 da OAB no Pará

1º – A falta de gerência e o desinteresse da Diretoria Interventora da OAB de organizar o evento com a antecedência que o mesmo requer e;

2º – A falta de capacidade do presidente da subseção [de Santarém, Ricardo Geller] de conseguir patrocínios necessários para a realização do circuito.

Vale lembrar que após seis meses de intervenção, a atual diretoria da OAB (leia-se Jarbas Vasconcelos) está devolvendo a normalidade à Ordem, por meio de muito trabalho, que é sua marca registrada.

Inclusive, realizou neste mês de junho, somente em Santarém, um curso de certificação digital para mais de 400 advogados da região, que além de atualizarem seus em peticionamento eletrônico, receberam, gratuitamente, o token para habilitação digital. Um investimento aproximado de R$ 96 mil feito pela Seccional da Ordem, já que cada token custa em média R$160,00.

E tem mais: as salas dos advogados dos fóruns cível e trabalhista, além da sala dos advogados na 16º seccional de Polícia da cidade, já estão sendo totalmente reformada e serão equipadas com computadores com acesso gratuito à internet de alta velocidade e livre de senha. Tudo para melhorar as condições de trabalho dos profissionais que atuam naquela região.

Advogado Santareno, esta diretoria não descansa. Ela também conhece as dificuldades enfrentadas pelos advogados em cada região e, não medirá esforços para solucionar os problemas, superar os desafios e defender as prerrogativas da classe.


Publicado por:

25 Comentários em OAB culpa subseção por exclusão de corrida

  • Jarbas foi inoportuno, mal educado e antietico com Ricardo Geller. Esse cidadão que vem de uma intervenção na OAB/PÁ não devia se expressar de forma tão grosseira como o fez. Aliás, isso é próprio de quem não tem traquejo político, se considera acima de tudo e se acha o melhor, quando na verdade, busca numa instituição captar a atenção embora com mediocridade de conduta. Ricardo Geller, merece nosso respeito, como pessoa e dirigente da Subsecção de Stm. Enquanto Jarbas faz campanha de reeleição, e para isso, retalia com os advogados de Santarém, diminuindo repasses mensais, nós saberemos responde-lo nas urnas, visto que não tem compostura para dirigir uma instituição seria e de vanguarda, como é a OAB. Me arrependi de ter votado nele nas eleições passadas. Acho que muitos colegas sentem o mesmo.

  • A manifestação de Jarbas sobre a gestão de Ricardo Geller é inoportuna, aética e traduz falta de traquejo político gerencial de parte do presidente da OAB/Pá. Tudo reflete a sua postura para com a Subseção de Stm penalizada com medidas exdrúxulas e retaliativas dequem recebeu apoio maciço dos advogados nas eleições passadas na instituição. Agora, por tudo que ocorreu na OAB, inclusive, foi pioneira em termos de intervenção no Pais, com certeza o quadro vai mudar, pois merecemos respeito e tratamento digno, não ações oportunistas de proximidade de campAnha de reeleição do atual presidente Jarbas. Ricardo Geller é um homem integro, dinâmico e de reputação ilibada, portanto, querer macular sua imagem como administrador da Subseção é esquecer que esse tipo de conduta não deveria partir de quem tem o dever de unir e não separar. Mais um papel condenável de Jarbas, que aliás, priva a Subsecção de verbas suficientes, diminuindo repasses ao retornar, infelizmente, ao comando da instituição.

  • É lamentável a manifestação deste senhor (Jarbas Vasconcelos),que deveria pelo cargo que exerce representar e defender os advogados do Estado do Pará. Bem se vê que a OAB/PA vem sendo utilizada como espaço de articulações e projeções políticas que atravessam os direitos da classe. Isso só mostra que a OAB/PA é uma extensão do pensamento de grande parte da população paraense que nos vê como meros interioranos e que só devemos servir de curral eleitoral.
    Alguns fatos ele não expõe e nem o justifica como, por exemplo, o fato da OAB/STM ficar os seis meses iniciais do mandato do Dr. Ricardo Geller sem receber um real de recurso, tendo que sustentar-se com sobras dos recursos da gestão anterior.
    Fala mal da diretoria interventora, porém, foi esta diretoria que ao assumir a OAB/PA, devido as maracutaias expostas em nível nacional, dobrou o recurso que a OAB/STM recebe. Ao reassumir a Presidência, o que este senhor fez, cortou pela metade o recurso da subseção.
    Ora bolas o que pensam sobre nós!? Que somos tolos ou coisa semelhante!?
    A Justiça pode ser cega mas com certeza não é burra em acreditar em fatos plantados em vésperas de eleição para a Ordem!

  • Inicialmente quero dizer que não costumo discutir as questões que dizem respeito à Ordem dos Advogados do Brasil em espaços públicos. Todavia, abro exceção em respeito aos advogados e advogadas que militam na Região Oeste do Pará, bem como a sociedade de Santarém para esclarecer a verdade dos fatos referente a não realização da corrida em Santarém.
    Em nenhum momento fui contactado, seja pela Presidência da OAB/PA, seja por algum funcionário daquela instituição sobre a referida corrida. Descobri, para minha surpresa, ao acaso, em 27/06/12, no site da OAB/PA, que as corridas aconteceriam neste ano, menos em Santarém e Paragominas. Reafirmo não ter recebido ofício, email, telefonema de quem quer que seja da OAB/PA informando sobre a realização da corrida em Santarém, menos ainda solicitando que envidássemos esforços no sentido de conseguir patrocínio para a mesma. Sequer quando da realização do curso de Certificação Digital ocorrido em Santarém, fomos informados. Portanto, é infeliz, desrespeitosa e inverídica a informação de que este Presidente não tenha capacidade para conseguir patrocínio e que este seria o motivo para a não realização da corrida em Santarém.
    Espero assim ter esclarecido a realidade dos fatos como realmente ocorreram, lamentando a falta de dignidade e respeito para com os advogados e advogadas da Região Oeste do Pará por parte do Excelentíssimo Sr. Dr. Jarbas Vasconcelos, que infelizmente tenta encontrar desculpas não verdadeiras para justificar o desprezo por nossa região e nossa gente.
    Ricardo Geller
    Presidente da OAB/ Santarém

    1. Excelentíssimo Senhor José Ricardo Geller,
      MD. Presidente dos Advogados militantes no Oeste do Pará
      Parabenizo pela serenidade da sua resposta, que merece ter mais destaque da Blog do Jeso.
      Não obstante não seja advogado, minha família possui dois integrantes dessa laboriosa classe e ficaram revoltados pela forma acintosa, irresponsável e gratuita como V. Exa. foi atacado por esse irresponsável Jarbas.
      De acordo com meu irmão e minha cunhada, sua administração é honesta, limpa, tansparente, moral, ética e legalmente irreprovável. Sei agora que o senhor tem lutado com dificuldades para manter que a Subsecção se mantenha com o mínimo possível diante dos irrisórios repasses financeiros do Conselho Estadual, que o tem como inimigo por sua relação de prximidade com o Presidente do Conselho Federal Ophir Cavalcante, desconsiderando que o atingindo também atinge todos os Advogados do Oeste do Tapajós.
      Lute bravamente, não permita que forças inescrupolosas tentem dominar a tricheira do Tapajós. Não permita, lute com todas as suas forças contra a partidarização da OAB evitando que ela funcione como braço político partidário a favor ou contra governo, em especial na área da Subsecção de Santarém onde um movimento partidário ensaia tomar de assalto a OAB ante a irreversível possibilidade de serem apeados do Poder local.
      Enfim, lute com todas as suas forças para evitar que interesses outros que não da vossa classe venham substituir aos legítimos direitos e prerrogativas do advogado, resvalando efeitos nefastos às instituições democráticas local, regional e nacional.
      Vossa Excelência tem minha admiração como pessoa e advogado, repito, embora pessoalmente não pertença à sua classe.
      Edynei Silva
      Cidadão Altamirense e Santareno

    2. Muito bem. Agora, Jeso meu querido, faça a gentileza de colocar este importante post lá na página 1 do teu prestigiado Blog. Obrigada.

      PS: As vezes fico muito triste, decepcionada em ver q/ tem gente q/ só tem a carcaça de gente.

      PS2: E olha q/ esse Sr. ganhou muitos votos a pedido do coitado do Ricardo… Se ele fosse sangue-bom e tivesse alma, ele daria um jeito de se retratar publicamente c/ o coitado do Ricardo, LOGO COM TODOS NÓS ADVOGADOS SANATRENOS. Duvido muito…. pois o q/ vale p/ esse tipo de gente não é a amizade,nem a consideração,nem o respeito,nem a gratidão, nem a parceria por um mundo melhor. O q/ vale p/ pessoas muito gananciosas, E q/ adoram pisar nos outros é tão somente o dinheiro . Mas o mundo tem muitas encruzilhadas e numa dessas todo mundo se encontra e GENTE desse tipo verá q/ o dinheiro nos causos mais importantes DA VIDA NÃO VALE PN!!!!!!!!

      PS3: Ele acha q/ aqui em Santarém só tem caipira pira póra, so tem mocorongo imbecil. OK. Tomara q/ nunca mais precisemos dele e , principalmente q/ esse cidadão não precise de nós…

  • Estou aguardando a manifestação do presidente da Subseção, urgentemente.

    Ou será que ele ainda não leu isso?

    1. Endosso a conclamação do Dr. José Ronaldo Dias campos, ex-presidente da OAB em Santarém.
      O Dr. José Ricardo deve se manifestar, com urgência, pois temos certeza que o recandidato ficha suja mais uma vez está mentindo.

      1. O silêncio do presidente da OAB/Santarém, Ricardo Geller, só reforça o discurso de Jarbas Vasconcelos, via blog.

    1. Concordo com o Luis Claudio, os advogados dereriam lançar a campanha:

      “JARBAS, PERSONA NON GRATA EM SANTARÉM E NO OESTE DO PARÁ”

      “FORA, JARBAS!”

      “FORA, NÃO QUEREMOS CANDIDATO FICHA SUJA NA OAB”

  • Jarbas,
    Não creia que aceitaremos os seus infundados argumentos, pois nenhum contato foi feito com a subsecção de Santarém. Faltas com a verdade tentando posar de vítima, o que não és.
    Vamos à forra, vamos te dar o troco muito breve. Quem sabe nao será na próxima quarta-feira quando vieres a Santarém. De qualquer maneira, saiba que o Oeste do Pará preferirá eleger um poste a garantir a releeição do coveiro do Estado do Tapajós.
    Nos veremos em breve, não esqueça!
    Juraci

  • QUE AFRONTA C/ NOSSO PRESIDENTE LOCAL!
    MAS EU VOU ME ENCONTRAR COM O SR. JARBAS LA NO TERRENO DELE,EM BLM-PA, TOMARA Q/ SEJA NA ASSEMBLÉIA PARAENSE C/ PLATÉIA POIS VOU EXTERNAR MINHA INDIGNAÇÃO POIS É MUITA AUDÁCIA E ESTUPIDEZA JUNTAS!

    RICARDO GELLER,sabe-se q/ UMA PESSOA Q/ DÁ AS COSTAS P/ QUEM LHE AJUDOU ,Q/ QUEBRA UM PACTO/ACORDO, ESSA PESSOA É SEM CARATER E PERSONALIDADE. LOGO COISA BOA NÃO SE PODE ESPERAR DESSE TIPO DE GENTE.

    Sei q/ temos um nome reputação … a zelar PRINCIPALMENTE o REPRESENTANTE de UMA ENTIDADE DE CLASSE porém , lembre-se q/ TUDO tem limite, principalmente educação,fineza e polidez! Quem muito se abaixa é fatal e ainda fica desmoralizado.
    Sei,CARO PRESIDENTE OAB/Stm, q/ vc sabe o significado das entrelinhas dessa NOTA ESTÚPIDA acima, o Jarbas sutilmente te mandou tomar banho!!!!! Logo mandou tbm todos nós advogados santarenos! ENTÃO QUERIDO RICARDO, vc tem a obrigação de dar o troco, manda ele e a turma dele tbm se ferrar, FAÇA ISSO DO MESMO MODO Q/ ELE FEZ!!!! Isso não se trata de vingança mas sim da mais clara e cristalina

    JUSTIÇA!!!!!

    PS: “DINHEIRO É BOM (muito bom, nooossa!!!!) MAS NÃO É TUDO”. … pessoas q/ vivem passando por cima dos outros, pensam q/ por tem uma conta gorducha no banco são inatingíveis ou q/ podem comprar ou manipular despudoradamente tudo e todos, são miseráveis q/ vivem por um fio, pois seus piores inimigos sentam-se na mesma mesa CONSTANTEMENTE.

    AO meu ver JUSTIÇA é algo LINDO DEMAIS pois é dar o bem p/ qm semeou o bem e dar o mal p/ quem semeou o mal e tbm não dar nada p/ quem não fez nada.

    NINGUÉM NENHUMA PESSOA PASSA BATIDO NESSA VIDA!!!!!

  • A bem da verdade, ao promover o curso de certificação digital a OAB PARÁ fez favor algum para os advogados do Oeste do Pará. Cumpriu tão-somente uma obrigação institucional decorrente do pagamento das anuidades que recebe e emprega mal.
    É preciso que fiquem atentos os mais de 700 Advogados do Oeste do Pará, que pagam anuidade de R$ 600,00, que a OAB PARÁ arrecadou/arrecadará só da Subsecção de Santarém (Santarém, Monte Alegre, Alenquer, Óbidos, etc.),no ano de 2012, aproximadamente R$ 420 mil. Entre janeiro e junho, repassou R$ 4 mil por mês, totalizando R$ 24 mil, para manter-se em cerca de 12 municípios. Isso significa que, por mês, a OAB PARÁ gastou apenas R$ 333,33, por mês, nos últimos seis meses, em cada municipio onde a Ordem tem representação. Se realmente gastou R$ 96 mil (JARBAS e seu grupeto de BLT gostam de superfaturar eventos, como o da Conferência dos Advogados, em Belém, que estava orçado em R$ 88 mil, mas custo mais de R$ 500 mil),para promover o curso e ofertar os ‘token’ como momos, ainda, assim, hoje, foram gastos R$ 120 mil, restanto para investir com os Advogados do Oeste do Pará mais de R$ 300 mil. Além disso, se cada ‘tokem’ custou R$ 160,00, e a OAB PARÁ gastou R$ 96 mil, esse ‘mimo’ está superfaturado. Não tem como contestar, é matemática.

  • Temos de banir a oligarquia dos Cavalcantes de Belém e os Gueller e Borguezam de Santarém.
    Passou o tempo da oligarquia.
    O Presidente Jarbas falou a verdade.

    1. Coitada dessa Joana D’arc, deve ser mais uma desses que cercam o Jarbas Vasconcelos, o presidente ficha suja.

    2. Concordo que as oligarquias devem ser combatidas, sejam elas de que natureza forem inclusive a do Cartel dos Cartórios representada por candidato que, segundo ele, tem tanta penetração e amizade com a alta cúpula do Tribunal do Pará, que acabou perdendo o Cartório da família.
      Concordo com o fim das oligarquias inclusive daquelas que se esquecem que a OAB é de todos.
      Concordo com o fim das oligarquias inclusive daquelas que têm apego ao poder e tentam afanar patrimônio que é de todos.
      Concordo com o fim das oligarquias inclusive daquelas chegam ao poder com favores alheios.

  • Acho que o Dr. Jarbas Vasconcelos, através de seu comportamento frente a OAB-Pará, deveria ser mas comedido. Pois, os rumos que a OAB-Pará teve nos noticiários, foram graves e a gentileza é uma marca da Ordem dos Advogados do Brasil.

    1. Me desculpe advogado Edibal Cabral, mas o momento não é de gentilezas e nem a Ordem (de acordo com alguns advogados que procuramos conversar e entender a situação) é gentil, mas guerreira diante das adversidades. Quanto à exposição negativa, concordo com o advogado. A OAB vem servindo e serviu de chacota nos noticiários regional e nacional, onde os coadjuvantes são o seu risonho e cínico presidente Vasconcelos e os D’Oliveira, os Campos, os Imbiribas, etc.

      1. Nunca os Advogados, da história da OAB do PARÁ e do Brasil, foram tão humilhados como na gestão desse Jarbas Vasconcelos que, com seus companheiros de longa data, tentou incorporar ao seu patrimônio particular um bem imóvel da Ordem dos Advogados do Brasil, resultando na vergonhosa intervenção do Conselho Federal na administração esdtadual.
        Aliás, desvio de contuta está no DNA da turma do ficha suja Jarbas Vasconcelos, para quem ainda não sabe, num passado recente, um dos seus maiores defensores em Santarém, um até então ‘probo’ advogado, adepto do nepotismo, como presidente da Subsecção Santarém permitiu que sua parentalha (cunhada) aassaltasse os cofres da Subsecção de Santarém. O caso foi parar na Polícia e ele teve que devolver o dinheiro.

  • Esse Jarbas Vasconcelos, realmente, é um cara de pau!
    Colocar culpa na Subsecção de Santarém – leia-se Presidente José Ricardo Geller -, de que a maratona (corrida) da OAB não será realizada em Santarém por falta de patrocínio é a mais pura hipocrisia.
    Esse arremedo de malvadinho, que levará uma surra na eleição da Ordem no próximo mês de novembro, não realizada a corrida em Santarém porque não quer, pois se ele tivesse vontade e respeito pelos Advogados militantes na área de abrangência da Subsecção esse evento iria se realizar com ou sem patrocínio de terceiros, bastava que não utilizasse o dinheiro da OAB PARÁ para pagar R$ 50.000,00 a um colunista social da capital, chamado de “Bacana”, do jornal ‘O Diário do Pará’, para promovê-lo pessoalmente junto com os seus Robérios da Vida, conforme consta no Relatório do interventor do Conselho Federal, Dr. Alfredo Buzato.
    Se não bastasse, esse mesmo hipócrita e seus asseclas queriam afanar o patrimônio da Ordem.

  • Que ridículo este cara intitulado Jarbas Vasconcelos: primeiramente começa “metendo o pau” em nosso presidente Geller e por último começa a auto-elogiar seus trabalhos feitos pela subseção em ordem dos advogados do Pará? Este texto é meramente político e se limita ao jogo sujo deste Jarbas que não tem moral alguma para se refirir a algo ou criticar algo ou gestão, puro interesse reeleitivo!

  • “Falta de capacidade” é uma afirmação muito forte. Talvez falta de empenho fosse a colocação mais acertada.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *