Na Folha de S. Paulo (assinantes)

Imagens agressivas que ocupam os maços de cigarros funcionam e podem ajudar o fumante a largar o vício, aponta uma pesquisa do Projeto Internacional de Avaliação de Políticas de Controle do Tabaco, feita no Uruguai.

cigarro

Leia também:
Top 7 dos casos de dengue no Pará.

Naquele país, as fotos de advertência -que ocupam 80% da embalagem, frente e verso, e são as maiores do mundo- foram eficazes em aumentar a conscientização dos riscos do tabagismo.

A pesquisa foi feita no país em três etapas, entre 2006 e 2011. Segundo o relatório da entidade internacional, o aumento do tamanho das imagens, em 2009, aumentou a probabilidade de os fumantes afirmarem que as fotos os faziam pensar sobre os riscos do tabagismo à saúde e em largar o cigarro.

Mais pessoas também citaram as imagens como motivo para abandonar o vício depois da mudança nos maços -de 21,6% para 32,4%.

A medida faz parte de um plano de ação colocado em prática no Uruguai que inclui a proibição do fumo em lugares públicos fechados e de publicidade de cigarros, além do aumento dos impostos.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *