Pará é autorizado a contrair empréstimo junto ao BID

dolarOficializada hoje (4) a autorização para que o Pará, com garantia do tesouro nacional, contraia empréstimo no montante de 26,4 milhões de dólares junto ao BID (Banco Interamericano de Desenvolvimento), com sede em Sede em Washington (EUA).

Esse desembolso será feito em 5 anos, a contar da assinatura do contrato entre as partes.

Autorização similar foi dada também pelo Senado ao Amazonas, para captar crédito externo junto ao Bird (Banco Internacional para Reconstrução e Desenvolvimento) no valor de 216 milhões de dólares.

A principal linha de atuação do Bird é na redução da pobreza e das desigualdades.

Leia também:
ICMBio terá prédio próprio em Itaituba.

Venda de ingressos de Vasco x Oeste, em Manaus, começa hoje na internet

vascoAlém das vendas físicas nas bilheterias da Arena Amadeu Teixeira, os ingressos para o jogo Oeste (SP) x Vasco da Gama, pela 23ª rodada da Série B do Brasileiro, no dia 16 de setembro, na Arena da Amazônia, em Manaus, poderão ser adquiridos também pelo site da Ingresse.com a partir desta segunda-feira, dia 1º de setembro.

Leia também:
Botafogo contrata atacante santareno até 2017.

O início das compras online dos bilhetes foi informado pela E&L Marketing Esportivo, empresa responsável pela comercialização das entradas na capital do Amazonas.

“As vendas estão acima do esperado. Mas precisamos lembrar que o torcedor que preferir o local físico precisa comprar só na Arena Amadeu Teixeira para evitar ingressos falsificados”, recomendou o proprietário da E&L, Edvaldo Ferraz, que havia descartado anteriormente as abrir as vendas dos bilhetes da partida do Cruzmaltino pela internet.

(mais…)

Em Manaus, Samsung monta estúdio de produção de games

jogos

De olho em um mercado em crescimento no Brasil, a Samsung montou seu primeiro estúdio de produção de games fora da Coreia do Sul, país sede da empresa.

O objetivo do laboratório com sede em Manaus, apresentado nesta quinta (28) [ontem], é explorar o filão dos jogos para dispositivos portáteis e estabelecer um “polo criativo” de desenvolvimento para smartphones e tablets.

A meta é oferecer, de graça, dois jogos mais elaborados e complexos por ano. “Invasion”, de estilo “runner”, de ação rápida, foi o primeiro: 100% “made in Manaus”, já está em lojas virtuais da Samsung pelo mundo.

Os jogos, exclusivos para aparelhos Samsung, podem ser baixados via Samsung Hub e Google Play Store -loja virtual para Android.

Leia mais em Samsung monta em Manaus seu 1º estúdio de produção de games fora da Coreia.

Leia também:
Amazonas recebe R$ 3 milhões para ações contra Aids.

Pará ultrapassa os 8 milhões de habitantes

manaus-ponte-do-rio-negro

Manaus, a cidade mais populosa do Norte do país

O Pará ultrapassou a marca dos 8 milhões de habitantes.

É o que informa o IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística), em resolução publicada hoje (28) no DOU (Diário Oficial da União) e com quantitativo referente a 1º de julho deste ano.

Os dados foram publicados em decorrência de decisão judicial.

São exatos 8.073.924 de habitantes residentes em território paraense.

Há um ano, esse total era de 7,97 milhões – crescimento de 1,2%/ano.

Belém encabeça o ranking das cidades mais populosas do estado, com 1,4 milhões, seguido de Ananindeua (499.776 habitantes), Santarém (290.521) e Marabá (257.062).

Entre os estados da região Norte, o Pará lidera em contingente populacional. O Amazonas aparece em 2º, com 3.873.74 habitantes.

Manaus (AM) é a cidade mais populosa, com 2.020.301 habitantes.

Leia também:
Os 15 melhores municípios do Pará em progresso social.

Venda de ingressos para jogo do Vasco em Manaus começa dia 29

Vasco da Gama

Os ingressos para a partida entre Oeste e Vasco da Gama, pela 23ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, começarão a ser vendidos no próximo dia 29, na bilheteria da Arena da Amazônia, local da partida agendada para o dia 16 de setembro, às 20h50 (horário de Manaus).

Este será o primeiro jogo na Arena da Amazônia após a Copa do Mundo.

A carga de ingressos disponível para a partida será de 44 mil entradas, a lotação máxima do estádio, de acordo com informações da empresa EL Marketing Esportivo, responsável pela comercialização dos entradas em Manaus.

Os ingresos custarão R$ 50 (anel superior) e R$ 120 (anel inferior – Área Vip). Para ambos os setores, haverá venda de meia-entrada, por R$ 25 e R$ 60, respectivamente.

De acordo com Edvaldo Ferraz, presidente da EL Marketing Esportivo, serão disponibilizados outros postos de venda após o dia 29, mas ele ainda não soube informar os novos locais.

(mais…)

Manaus é a rota do tráfico de peixe ornamental do Xingu

Peixe zebra

O Amazonas está sendo usado por traficantes internacionais de peixes ornamentais como a principal rota para o comércio ilegal do hypancistrus zebra (foto), espécie de peixe mais conhecida como cascudo zebra, encontrado no rio Xingu, no Pará.

O peixe está em extinção e a comercialização dele é proibida pelo Ibama.

Leia também:
Leitor pede revitalização turística do Mercadão 2000.
Produção pesqueira volta ser monitorada pela Ufopa.

Apenas um exemplar do cascudo pode variar entre R$ 1 mil e R$ 2 mil reais, o que rende alto lucro aos traficantes no mercado negro. Ele é muito cobiçado por criadores em vários países por ser considerado um dos peixes cascudos mais bonitos e raros da bacia Amazônica.

As últimas cinco apreensões de peixes ornamentais no aeroporto internacional de Manaus Eduardo Gomes foram de hypancistrus zebra. Todas tiveram como ponto de partida Altamira no Pará e tinham a Colômbia como destino final.

No dia 25 de junho, por exemplo, uma mulher foi presa pela Polícia Federal com 268 hypancistrus zebra. Ela partiu de Altamira/PA e iria para Tabatinga.

Leia a matéria na íntegra neste link Peixe ornamental de beleza rara tem sido exportado de maneira ilegal na Amazônia.

Salada do amazonense tem elevado teor de agrotóxico

Ao consumir produtos como pimentão, cenoura, batata inglesa, alface e pepino, o amazonense está ingerindo elevadas doses de agrotóxicos.

“Esses produtos são os que mais apresentaram resíduos de produtos químicos usados pelos agricultores e devem ser evitados porque são venenos na mesa”, alertou a pesquisadora Elisa Wandelli, da Embrapa (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) no Amazonas, durante o 2º Seminário Contra Agrotóxicos e pela Vida, realizado ontem no auditório Senador João Bosco da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (ALE).

Leia também:
As 10 cidades onde mais se vive no Pará.

Cenouras

A reportagem é publicada pelo jornal A Crítica.

Segundo dados de levantamentos da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o pimentão é o campeão em resíduos de agrotóxicos, com 84%, seguido pela batata inglesa, com 51,9%, a cenoura tem 48,9%, e o pepino, com 32,7%.

Diante desses dados, entidades como a Rede Maniva de Agroecologia do Amazonas (Rema), Embrapa Amazônia Ocidental, entre outros, discutiram a implantação e a execução das políticas públicas relacionadas à promoção da agroecologia e da soberania alimentar em contraposição aos sistemas produtivos baseados no uso de agrotóxicos.

Senado garante Zona Franca de Manaus por mais 50 anos

Os incentivos fiscais da Zona Franca de Manaus estão garantidos até 2073.

É que hoje (16), depois de 3 anos em tramitação no Congresso, foi aprovada no Senado a PEC (Proposta de Emenda à Constituição) que estabelece esse prazo.

A matéria já foi aprovada na Câmara dos Deputados.

Nesta quarta-feira, ela também foi aprovada, pela manhã, na CCJ (Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania) do Senado antes de seguir para votação no plenário, onde foi aprovada com folga.

Os incentivos da ZFM estão garantidos por mais 50 anos, até 2073. Resta apenas sanção presidencial para a PEC vigorar.

Leia mais em Incentivos da Zona Franca de Manaus são prorrogados até 2073; resta sanção presidencial.

Leia também:
R$ 1 milhão de ICMS para Juruti.

A briga por vagas políticas no Pará e Amazonas

Pará e AmazonasA disputa eleitoral no Pará este ano, para Câmara dos Deputados, será mais dura do que no Amazonas. Para deputado estadual, a situação se inverte.

Lá, os nomes a deputado federal são apenas 78, que brigam por 8 vagas. Cravando uma concorrência de 9,75 candidatos por vaga.

Aqui, são 191 postulantes ao cargo, com 17 cadeiras disponíveis. Concorrência de 11,24.

Para estadual, renhida é a briga entre os amazonenses.

São 24,79 candidatos por vaga. Ou seja, 595 pessoas na disputa por 24 vagas à Aleam (Assembleia Legislativa do Amazonas).

Entre eles, o santareno Sinésio Campos (PT), no ringue de mais uma reeleição.

Para a Alepa (Assembleia Legislativa do Pará), a concorrência é de 16,88.  São 692 nomes na briga por 41 vagas.

Pará e Amazonas são os dois maiores colégios eleitorais da região Norte.

O primeiro tem 5,1 milhões de eleitores; o segundo, 2,2 milhões.

Na concorrência para o governo estadual, o Amazonas tem 7 candidatos; o Pará, 6. E ao Senado, o Pará tem quase o dobro de concorrentes para a única vaga disponível: 11 contra 6.

Leia também:
Agora com R$ 70 mil, ex-vereador “zero bens” quer ser deputado estadual pelo nanico PHS.

Amazonas vai produzir cachaça de cupuaçu

A partir de 2016, o Amazonas será primeiro estado do mundo a produzir e a comercializar a aguardente de cupuaçu.

A previsão é do doutor em Química de Produtos Naturais pela Universidade do Mississipi (EUA), José Augusto da Silva Cabral, que está desenvolvendo um estudo para a produção da aguardente.

Leia também:
Sagri faz controle sanitário da broca de cupuaçu em Belterra.

O estudo recebe aporte financeiro do Governo do Estado, via Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado do Amazonas (FAPEAM), por meio do Programa de Apoio à Programa de Subvenção Econômica à Inovação Tecnológica em Micro e Empresas de Pequeno Porte (Tecnova/Finep/Amazonas).

Cachaça de cupuaçu. Foto: Érico Xavier / DivulgaçãoIntitulado “Desenvolvimento e implantação da introdução pioneira da aguardente de cupuaçu”, o projeto de pesquisa teve início em março deste ano e está na fase de ajustes técnicos quanto, entre outros, ao teor alcoólico da aguardente e práticas de produção em grande escala.

“Nas aguardentes produzidas até agora, utilizei um alambique de 20 litros, pequeno e experimental, que nos permite produzir um litro e meio por alambicada em três dias. Recentemente adquiri um alambique maior, de 200 litros, com o qual poderei produzir 30 litros por alambicada”, disse o pesquisador.

(mais…)

Página 1 de 2112345...Última »
css.php