Grupo de direita no PA fez ameaças a jornalista que denunciou o Dia do Fogo
Donizete Duarte, criado do grupo Direita Unida Renovada

A Polícia Civil do Pará já identificou, em Novo Progresso, o autor das ameaças contra o jornalista Adecio Piran, dono do jornal Folha do Progresso, onde foi publicada a reportagem sobre o “Dia do Fogo”.

Trata-se de Donizete Severino Duarte.

As investigações apontaram que as ameaças foram feitas por meio de um grupo de Whatsapp denominado “Direita Unida Renovada”, administrado pelo acusado.

 

Donizete foi intimado a comparecer à delegacia de polícia, onde prestou depoimento e foi responsabilizado pelas ameaças. O procedimento seguiu para Justiça.

Em relação ao panfleto que circulou na região, em que Piran é alvo de calúnias e difamações, as investigações continuam visando a identificação dos autores da mensagem e dos responsáveis pela distribuição do informativo na região, segundo a polícia.

Quem é

Donizete tem 60 anos é grileiro e foi assessor do ex-prefeito de Novo Progresso Osvaldo Romanholi.

Segundo Adécio Piran, ele foi um dos responsáveis por “grilar terras da família Prazeres em Novo Progresso, além de estar envolvido em problemas na Justiça”.

Mais sobre o acusado neste link: Chefe grileiro cria grupo de WhatsApp de direita em Novo Progresso

Com informações da Agência Pará e Folha do Progresso

Nota do editor: textos, fotos, vídeos, tabelas e outros materiais publicados no espaço "comentários" não refletem necessariamente o pensamento do Site Jeso Carneiro, sendo de total responsabilidade do(s) autor(es) as informações, juízos de valor e conceitos divulgados.

Um comentário em: Grupo de direita no PA fez ameaças a jornalista que denunciou o “Dia do Fogo”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *