Blog do Jeso

Pará

TJ abre sindicância contra servidora por incitar violência pelo Facebook

TJ abre sindicância contra servidora por incitar violência no Facebook, Incitação a violência no Facebook

O TJ (Tribunal de Justiça) do Pará abriu sindicância contra a servidora Cynthia Mourão Ayan por incitar violência na sua página pessoal no Facebook.

Cynthia é lotada em Belém.

A portaria de abertura da sindicância – veja a íntegra no Ler Mais, abaixo – com prazo de 30 dias, foi publicada na edição de hoje do Diário de Justiça do TJ.

No Facebook, sobre o massacre entre presos da penitenciária Anysio Jobim, em Manaus, a servidora escreveu:

“Hei, presos de alta periculosidade de Belém, vocês vão perder para Manaus? Egua! Não acredito. Já não bastava perder a sede da copa? Bora logo começar a se matar aí galera. Mas bora fazer bonito pra gente ganhar. Não pode sobrar ninguém hein. Beijos”.

Ler mais

  • 2
  •  
  • 1
  • 1
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
    4
    Shares

CFEM e sua aplicação – Parte 3

por Jubal Cabral (*)

Jubal, geólogo

Em postagens anteriores (CFEM e sua aplicação e CFEM e sua aplicação – Parte II) discorremos sobre a arrecadação da CFEM – Compensação Financeira pela Exploração de Recursos Minerais, em Itaituba e e no Pará, principalmente.

Neste artigo, faremos uma apresentação das arrecadações dos municípios do oeste do Pará. E, inicialmente, abaixo está um resumo das arrecadações da CFEM desde 2012 até 2016 dos municípios desta banda:

CFEM e sua aplicação - Parte 3, CFEM - Oeste do PA

Como se pode notar, em algumas prefeituras (Belterra, Mujuí dos Campos e Trairão) não existe a menor preocupação com a arrecadação mineral, como se não houvesse explotação mineral em sua área.

Em outras, a arrecadação é pequena, mas, numa pesquisa aprofundada, se poderia estimar um volume financeiro bem maior do que aquele que aparece na tabela; são casos de Jacareacanga, Novo Progresso, Rurópolis e Santarém.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

CFEM e sua aplicação – Parte 2

por Jubal Cabral (*)

CFEM e sua aplicação - Parte 2

Jubal, geólogo

No artigo anterior, nos referimos à arrecadação no período de 2012 a 2016 em Itaituba e levantamos a questão: “Onde e como está sendo aplicado este dinheiro?”

E que tal olharmos para o recebimento e aplicação no Brasil e estado do Pará?

Então vejamos inicialmente, como funciona a CFEM.

A CFEM é devida pelo aproveitamento econômico dos recursos minerais, cuja propriedade pertence à União. Ela foi instituída com o objetivo de minimizar os impactos socioambientais provocados pela atividade de mineração, sendo distribuída aos Municípios, Estados e para a União nas seguintes proporções:

12% – União (DNPM, IBAMA, MCT/FNDCT)
23% – Estado de origem
65% – Município onde ocorre a extração.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os 8 partidos que têm mulheres como prefeita no Pará

No oeste do Pará, três mulheres foram empossadas no último dia 1º. O PMDB lidera  o ranking estadual

Os 8 partidos que têm mulheres como prefeita no Pará, mulheres na política. Raquel BrandãoRaquel Brandão, prefeita recém-empossada de Placas, poder feminino no oeste do Pará

Um total de 21 mulheres tomaram posse no cargo de prefeita no último dia 1º no Pará.

Os votos delas, somados, alcançam cerca de apenas 160 mil – contra 1,6 milhão obtidos pelos prefeitos eleitos.

Leia também
Os 10 partidos com maior número de vereadores no Pará

Abaixo, os 8 partidos que elegeram prefeitas – ranking liderado pelo PMDB.

No oeste do Pará, foram eleitas 3 mulheres.

1º – PMDB
Total de prefeitas: 8
Mais votada: Fátima Braga, de Mocajuba, com 8.471 votos.
Municípios: Primavera, Nova Timboteua, Cumaru do Norte, Mocajuba, Faro, Bannach, Curralinho e Nova Ipixuna.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Mulheres assumem protagonismo na Câmara de Monte Alegre

Para os cargos de presidente e vice da Casa foram eleitas duas vereadoras, fato raro na política paraense

Mulheres assumem protagonismo na Câmara de Monte Alegre, Mesa Diretora da Camara de Monte Alegre - 2017/2018Mesa da Câmara: Lucia, vice; Duca, 2º secretário; France, presidente, e Gil, 1º secretário

 
Uma das câmaras municipais do Pará com maior número de vereadoras, Monte Alegre continua fazendo história em termos de empoderamento feminino.

Pela primeira vez, o Legislativo tem vereadoras ocupando os cargos de presidente e vice-presidente.

France Vasconcelos (PMDB), 45 anos, e Lúcia Braga (PPS), 56 anos, ambas com dois mandatos, foram eleitas por um parlamento em que os homens ocupam 80% das cadeiras.

Vereadora reeleita para o 7º mandato, Marinete Macedo (PMDB) foi quem começou a ascensão feminina ao topo do Poder Legislativo em Monte Alegre.

Ela já comandou a Casa duas vezes.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Justiça condena ex-reitor a devolver R$ 1,2 milhões por fraudes no Pará

Ary Fontes, do Instituto Federal do Pará, foi condenado com base em ação ajuizada pelo MPF em 2012

Justiça condena ex-reitor a devolver R$ 1,2 milhões por fraudes no Pará, IFPA e Ary FontesAry Fontes e outras 5 pessoas foram condenadas por fraudes e desvios no IFPA

 
A Justiça Federal condenou o ex-reitor do IFPA (Instituto Federal do Pará) Edson Ary Fontes e mais outras 5 pessoas por fraudes e desvio de mais de R$ 5,4 milhões em recursos federais destinados à educação.

A sentença, proferida há cerca de 1 mês, é da juíza Hind Kayath, da 2ª Vara Federal em Belém. Cabe recurso da decisão.

Neste link, a íntegra da sentença, com 51 páginas.

Fontes teve seus direitos políticos suspensos por 5 anos e deverá devolver aos cofres públicos R$ 1,2 milhões, além de pagar multa de 10% sobre o valor do dano.

A ação de improbidade administrativa foi movida pelo MPF (Ministério Público Federal) em 2012, conforme noticiado pelo Blog do Jeso na época.

Também foram condenados:

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Os 10 partidos com maior número de vereadores no Pará

Os 10 partidos com maior número de vereadores no Pará, partidos e urnas

O PSDB e o PMDB são as duas maiores forças políticas no Pará.

Essa musculatura ficou bem explícita na eleição para vereador realizada em outubro do ano passado.

Leia também
Os 10 partidos com os piores desempenho na eleição em Santarém

Do total de 1734 candidatos eleitos para as 144 câmaras municipais em todo o estado, 12% são do PSDB, o partido que lidera o ranking de vereadores no Pará.

Colado, em 2º lugar, com 11%, aparece o PMDB.

Dos 35 partidos registrados no Pará, 31 elegeu ao menos 1 vereador. PMB, com 2, PPL (3), além da Rede e PSOL, ambos com 5, são as forças partidárias com menor número de vereadores eleitos no estado.

Confira o top 10 paraense. Os dados são o TSE, Tribunal Superior Eleitoral.

1. PSDB
Total de eleitos: 211

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Prefeito expõe finanças de Óbidos; só a dívida ao INSS é R$ 31 milhões

Prefeito expõe finanças de Óbidos; só a dívida ao INSS é R$ 31 milhões, Óbidos - novo prefeito e situação financeiraChico Alfaia entre o vice-prefeito e o secretário de Governança, Amarildo Andradre

 
O novo prefeito de Óbidos, Chico Alfaia, do PR, divulgou os dados levantados pela Secretaria Municipal de Governança relativos a situação financeira do município.

Só o débito junto ao INSS é na ordem de R$ 31,4 milhões. Os números foram divulgados ontem, 9.

Leia também
Dívida da Prefeitura de Itaituba com INSS chega a R$ 38 milhões

De Pasep, segundo Alfaia, o município deve R$ 2,8 milhões. De empréstimos consignados, R$ 3,7 milhões. Para fornecedores, a Prefeitura de Óbidos deve R$ 2,6 milhões.

Os custos com a folha de pagamento de novembro, ainda não pagos, alcançou a cifra de R$ 568 mil, enquanto que a de dezembro chegou a R$ 4,2 milhões.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

PP estadual vai mudar a cúpula do partido em Santarém

Na eleição de 2016, a sigla lançou um único candidato a vereador, que não conseguiu nem 180 votos
PP estadual vai mudar cúpula do partido em Santarém, DEPUTADO BETO SALAME

Em pleno curso em Santarém uma movimentação no sentido de mudar, ainda neste mês, a direção do PP.

O partido, cujo desempenho na eleição de outubro passado foi ‘medíocre’, conforme avaliação do comando estadual, estava nas mãos da dupla Lúcia Colares e Igor Ricardo.

A mudança tem as digitais de Beto Salame, deputado federal e nº 1 da sigla no Pará.

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  

Família de mulher assassinada em Rurópolis não acredita em crime político

Leila Ximendes foi morta a golpes de faca na véspera da eleição de outubro. Era sindicalista

Família de mulher assassinada em Rurópolis não acredita em crime político, foto de Andresa Fernandes e esposo - assassinato em RurópolisAndresa e o marido Esdro com foto de Leila na camisa: crime impune

Familiares de Leila Ximendes, 29 anos, assassinada a golpes de faca há 90 dias na cidade de Rurópolis, oeste do Pará, não acreditam que a sindicalista do STTR (Sindicato dos Trabalhadores e Trabalhadoras Ruais) tenha sido vítima de crime político.

Para Andresa Fernandes, cunhada de Leila, no início a família chegou a acreditar nessa possibilidade. Mas hoje descarta essa linha de investigação.

“Embora ela fosse do sindicato e estava apoiando o partido adversário [PMDB], Leila não era alvo direto. Ela não era candidata, apenas apoiava [Taká Padilha, o novo prefeito de Rurópolis]”, disse Andresa em entrevista exclusiva ao Blog do Jeso.

Agente comunitária de saúde, Andresa Fernandes é quem está a frente do caso como representante da família da jovem assassinada na véspera da eleição do ano passado.

Blog do Jeso – A polícia tem mantido os familiares de Leila informados sobre as investigações que estão em curso sobre o caso?

Ler mais

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
Videos
Canal direto
Canal Diteto
Twitter


Colunistas
Sites e blogs
Publicidade